") Blog Espelhando Espalhando Amigos : 12_01

Seres Espelhados Espalhando Sonhos e Delírios como eu

Frase preferida desde o mes de julho de 2013


"A felicidade de um amigo deleita-nos. Enriquece-nos. Não nos tira nada. Caso a amizade sofra com isso, é porque não existe."Jean Cocteau.

Nosso Tic-Tac Delirante.:

sábado, 14 de janeiro de 2012

NUA. ABSOLUTAMENTE, NUA.

O idoso não é obrigado a saber de tudo e essa tal  experiência de vida nada mais é do que sentar e ver o tempo passar. Muitos jovens sabem mais do que a maioria dos velhos. Não é obrigação de quem envelhece saber o porquê das ondas do mar. Saber como nasce o vento e porque o rabo do porco é torto.  O idoso tem, sim, experiência em metamorfose humana, mas   não saberia explicar a química do tempo,  essa que corrói a carne, os ossos e ainda por cima rouba a força, a inteligência e a beleza do rosto. Este mesmo ser não tem ideia do seu poder de criação e destruição e talvez por isso tenha feito o que existe de bom e de ruim que por aí pode ser visto. Eu não sou nenhuma criança, mas não tenho o conhecimento que a minha idade exige e o pior, para quem me conhece,  é que eu sei como chegar mesmo desconhecendo o caminho.
Essa história não seria necessária se eu soubesse  o porquê do cara nascer, viver para aprender os bons costumes, religião, respeito ao próximo e mesmo aprendendo tripudia sobre os negros, os gays, os miseráveis e os que nada crêem. Isso sem falar no caseiro que depois de se ver imortal resolveu despir-se das roupas e do juízo, mas não dos olhares curiosos e das críticas dos invejosos, como eu.
silvioafonso.

Sabado Com Igo falando do exercício PLENO da LIBERDADE







Muito se fala sobre LIBERDADE, 
penso que muita coisa nessa área é dita sem a devida responsabilidade ou entendimento do que  essa simples PALAVRA significa.
Fui criança na época do NADA PODE;
já minha neta nasceu numa época oposta essa é a época do IPOD
que pra mim quer dizer TUDO PODE.
Na minha época a informação era somente para alguns, hoje é para  TODOS, mas todos os que a desejarem ter.
LIBERDADE é algo que nasce conosco, a natureza mostra isso.
E não é algo dessa ou daquela época, pois  recentemente completei aniversário e
lembrei enquanto discursava, porque descobri que adoro essas 
coisas de discursar,
mas seguindo lembrei que nasci sozinha, minha mãe Maria Dolores sentiu as Dores e minha avó 
Maria Helena
foi buscar a PARTEIRA, vejam isso!
Eu que não costumo até hoje esperar muito que me façam nada, nasci sem esperar ajuda.
Fico pensando na cena;minha mãe na esteira...eu ali nascendo no chão, nem sei se ela me pegou
ou se teve medo de me machucar... o cordão ainda nos unindo...
Penso na cena ao chegarem minha avó e a parteira...
daria uma bela foto ou desenho: mulher de pernas abertas...bebê ali na esteira e duas outras chegando
assustadissimas.( abusada sugiro desafiando...silvioafonso podia usar a foto minha que já fez a lápis e criar a cena com o bebê no chãoe as duas mulheres  chegando, muda da praia pra um outro espaço...eu adoraria)
Isso pra mim é LIBERDADE:Não esperar ajuda nem para nascer.
Por isso hoje trago uma imagem, um endereço de site de algo que vou experimentar a sensação em breve,
vamos eu e o Par  sentir a sensação de não usar roupas por alguns momentos ao ar livre.
Não sei se o Amor Meu vai gostar, alias nem eu sei se vou gostar, mas tenho que experimentar a sensação
dessa LIBERDADE de estar ao redor de outros seres sem o julgamento do que cobre a pele.
Vejo essa LIBERDADE igual a de entrar no mar com as ondas altas ou de correr até o peito arder e a respiração ficar rápida ou ainda de saltar seja  em altura, seja de parapent ou o máximo de um salto de para- quedas.
Não sou leviana, sou LIVRE.
Vivi engessada por quase toda vida, mas o 'quase' me salvou e por isso trago discussões como essa a tona.
Bem sei que ninguém comenta, ninguém se expõe como aconteceu no face...onde somente  três pessoas
puseram a bunda na janela como eu, ops a cara, desculpe, não é Edson Marques!
Sendo assim vamos versando sobre a liberdade, eu só sobre a pratica pois da LIBERDADE TEÓRICA
ESTOU FORA!
Por isso sei viver entre sonhos e delírios não é Amor Meu?
Catiaho Reflexo d'Alma Pasargada 09:00 1301012


sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Monocórdio

tac tac tac tac
plac plac plac plac
chega ao limite da paciência,
não a explica a ciência,
me leva a beirar a desistência.
se martelar fôsse, seria ofício, seria lida,
ainda se fosse o matraquear da velha Olivett
com seu ruido inconteste, de quem se punha a trabalhar.
mas é um ruído de decibéis tamanhos,
desconexas frases, um som estranho
uma batida monotona e atonal,
sem mensagem, certa, palavra de ordem ou emocional.
malandro é o pato que tem os dedos unidos para não usar aliança,
na lambança de estilos vou ver se me mando pro mato, vou viver índio,
cato o puquinho que tenho e peço guarida na maloca,
ouvir passarinho, canto de tribo comer aipim, peixe e paçoca,
na boa? faço qualquer desatino, mudo até de destino
só não me façam ouvir o tal FUNK CARIOCA

Dicas...


O consumo de recursos de um sistema computacional aumenta na razão direta do número de aplicativos, motivo pelo qual devemos fugir dos “inutilitários” como o Diabo da Cruz. Aliás, algumas suítes de manutenção identificam e sugerem a desativação – ou desinstalação, conforme o caso – de processos e serviços desnecessários e aplicativos raramente utilizados, mas isso já e outra história e fica para outra vez.
É importante ter em mente que o simples fato de determinado programinha ser gratuito não justifica sua instalação – a menos, evidentemente, que ele venha a ter alguma serventia. E o mesmo se aplica a softwares pagos, como é o caso da suíte MS Office: se você não trabalha com planilhas, pode dispensar o Excel; se não cria apresentações, não precisa do PowerPoint, e assim por diante (até porque o site https://viewer.zoho.com/home.do permite visualizar arquivos .PPS, .PPT, .XLS, .XLSX, .DOC, .DOCX, PPTX, ODT, ODS, ODP, SXW, SXC, SXI, WPD, PDF, RTF, TXT, HTML, CSV, TSV, etc.).

Observação: No léxico da TI, o termo “arquivo” designa um conjunto de informações representado por um ícone e identificado por um nome, um ponto (.) e uma extensão composta geralmente por três ou quatro caracteres alfanuméricos.

Se você não consegue abrir um arquivo, é porque seu sistema não é capaz de associá-lo ao programa com o qual ele foi criado. A janelinha “Abrir com” permite algumas experiências, mas se a extensão não lhe for familiar, o melhor é pesquisar no Google ou no site www.openwith.org/. Depois de descobrir a que a extensão misteriosa se refere, instale o aplicativo necessário para manipulá-la ou recorra ao Media Convert para converter o arquivo a um formato mais “palatável”.  

ooooooOoooooo

Com o calor que vem fazendo ultimamente, nada melhor cervejinha e um petisco leve e saboroso, não é mesmo? Então, besunte fatias de pão de forma sem casca com maionese, acomode-as numa assadeira, adicione uma camada de mortadela, outra de queijo prato fatiado e repita a sequência até finalizar com uma camada de pão.
Numa tigelinha, misture uma cebola grande (ralada) com quatro colheres (sopa) bem cheias de salsinha picada, 100g de gorgonzola esfarelado, 50g de parmesão ralado e 4 dentes de alho (graúdos) esmagados e reserve.
Numa panelinha antiaderente, dissolva 2 colheres (sopa) de amido de milho em um pouco de água, adicione 200 ml de creme de leite sem o soro, 100 ml de leite, 1 colher (sopa) de manteiga, ½ de sal e o mesmo tanto de açúcar.
Deixe ferver por uns 5 minutos, junte o conteúdo da tigelinha, acrescente uma pitada de pimenta tabasco e outra de molho inglês e vá mexendo até a mistura apurar e adquirir uma consistência cremosa.
Cubra os sanduíches com o molho ainda quente, polvilhe com queijo parmesão, leve ao forno pré-aquecido (180ºC) para gratinar e complete com uma pitada de orégano. Corte em porções individuais, para servir como lanche, ou em quadradinhos (espete em cada um deles ½ azeitona sem caroço), para servir como tira-gosto.

Um ótimo dia a todos e até a próxima.

Sexta Eu com Fernando Melis...Estreando numa sexta 13:ADORO!




Não haveria dia melhor para uma estreia minha do que uma sexta-feira 13!
 Isso, exatamente a primeira sexta 13 do ano!
É dessa forma que para o Shopping Norte Sul em Vitória, Jardim Camburi,
me dirijo nessa tarde e as 18 horas me entrego a esse momento de magia e encanto.
Sempre digo que não idealizei sonhos, porém marquei metas, mas essa  de verdade que não imaginei acontecer exatamente agora.

É um momento importante pois logo após a Oficina sigo com amigo para encontrar o par em Anchieta em um Lual,
onde nossa empresa Artteatrum Produções Artísticas tem show circense de pirofagia(fogo)
para  juntos seguirmos em mais  uma aventura linda que tem por abertura: o aniversario de uma  jovem pré adolescente que conseguiu sendo ela mesma,

ganhar meu coração relutante ao apego aos pequenos. 
Hoje mesmo em tão pouco tempo já posso dizer que a amo.
O fato é que a queimação de pé desse fim de semana 
será em gratidão por mais um ano de vida
dessa querida.
E depois teremos uma noite de conversa e alegria, 
para só no domingo cair na estrada novamente...
Que bom que  Amor Meu esta comigo, pois 
Isso é viver entre sonhos e delírios!

Catiaho Reflexo d'Alma estreando entre delírios e delírios


quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

PARECE, MAS NÃO É

À primeira vista o texto lembra a última capa do meu Blog. Digo isso porque tenho "postado" mais do que comentado o trabalho dos amigos. O desejo da postagem é pertinente ao blogueiro  só não é mais intenso e fácil do que criticar as ideias alheias. A Diva do pedaço -responsável por um punhado de páginas onde eu também escrevo,  já pensa diferente. Caso as suas obrigações não lhe tomassem todo o tempo disponível e o planeta estaria grafitado com seus belos  textos. Antes, em um passado não tão remoto, eu muito pouco escrevia para o meu próprio blog, mas no passar arrastado do tempo a coisa foi tomando corpo até ficar desse tamanho. Eu cheguei a postar algumas coisas endereçadas à uma página popular de cujo responsável o nome eu nem sabia. Ali eu escrevia combinando as letras de forma que o trabalho chegava a ser compreendido como poesia, embora fosse prosa o que eu fazia. Algumas pessoas, certamente levadas pela amizade ou hipocrisia, elogiavam os "versos" enquanto as outras, mais verdadeiras e sem ter comigo qualquer tipo de compromisso, criavam erros à minha escrita ou simplesmente os apontava. Enquanto com a crítica eu simplificava os textos e os fazia melhor, a minha vaidade reduzia o tamanho das histórias e em mim aumentava o desejo de ir embora. Mais tarde veio o convite da Diva de quem escapei enquanto dava pra fugir. Depois, não mais resistindo aos seus encantos a coisa degringolou e acabou dando no que dá; meu nome no rodapé de um terço das página de sua responsabilidade e sempre com o carimbo de anuência dessa  respeitável senhora. Muitos já devem estar fartos com tudo isso. A maioria não se manifesta, porém a Diva, os meus amigos e a minha família exultam com o que acontece enquanto eu, melhor barbeado, melhor penteado e razoavelmente vestido fico a espera dos tapinhas nas costas, que felizmente sempre vêm.
silvioafonso


 

Catiaho na Quinta Mix trazendo Do Blog Vermelho la de longe ...


Não há como...

Não há como esquecer
o gosto
o cheiro
a temper
atura.

Não há como esquecer
o toque de leve
o roçar sem intenção
ou o penetrar do
olhar.

Não há como não lembrar
que o tempo  não foi suficiente
para o volume formar
e  a vontade ceder
de vez

Não há como  esquecer
o abraço apertado
o sentimento retido até
o coração com as
 mãos fazer...

Não há como entender
que não houve espaço
pra mais nada além
que desejo em saudade
 se tornar.

Reflexo d'Alma entre sonhos e delírios  01:06 061001

Repostando QUINTA MIX com Antonio Touché












No post de hoje, curiosidades sobre Casimiro de Abreu, a invenção do lente de contato, uma reflexão sobre pessoas e jardins e um poetrix .
Ontem, se comemorou o Dia Mundial Contra a Aids. Hoje se comemora o Dia Panamericano de Saúde e o Dia Nacional do Samba.  Outras datas e eventos do mês de Dezembro em  
http://www.cidadederibeiraopreto.com.br/descritivo4544-12-datas-comemorativas-do-mes-de-dezembro.html
Um ótimo mês para todos !! Touché -CASIMIRO DE ABREUcasimiro%20abreu A maioria dos biógrafos acusa o pai do poeta Casimiro de Abreu de haver feito oposição à tendência que, desde cedo, o mesmo manifestou pela poesia, forçando-o a trabalhar no comércio e não lhe dando instrução superior. Parece, contudo, que os desentendimentos havidos entre o pai e o filho foram devidos ao modo de vida deste último . Receava o pai pela saúde do filho, mas sempre o ajudou nos seus projetos literários. Foi às custas do pai, que Casimiro de Abreu abandonou o emprego, foi a Portugal e lá encenou, no Teatro D. Fernando, a cena dramática em verso, "Camões e Jaú", escrita aos 15 anos . Foi ainda, o pai, conforme carta de Casimiro de Abreu a um amigo, quem pagou a publicação de "As Primaveras", Rio, 1859. Logo após a edição do livro, o velho português, então gravemente enfermo, chamou o filho à terra natal para uma reconciliação, falecendo logo depois. ( Dicionário de Literatura , volume 1 )  - Saiba mais sobre Casimiro de Abreu em  http://pt.wikipedia.org/wiki/Casimiro_de_Abreu
-
LENTE DE CONTATO m_lente-de-contato_dca4ce478aee01b94f9c377ce3c627e5
A idéia de lente é muito mais antiga que o produto. Em 1508, Leonardo da Vinci imaginou que uma lente corretiva aplicada diretamente na superfície do olho resolveria problemas da visão. Nascia seu conceito, que foi aperfeiçoado ao longo do tempo. Em 1632, Renê Descartes teve a mesma idéia. Mas só em 1887, o fabricante de peças óticas F.E. Muller e um ano depois, o médico suiço Adolf Eugen Fick conseguiram transformar as lentes em realidade, produzindo modelos feitos em vidro. Elas, porém, não tiveram lá muita utilidade, pois machucavam o olho. Em 1929, o oftalmologista William Feinbloom, de Nova York, fabricou uma lente mista de plástico e vidro. Era enorme e dura. No fim dos anos 40, começaram a aparecer no mercado lentes menores feitas de plástico rígido como as do ótico americano Kevin Tuohy, em 1948. Foi só em 1971 que a Bausch & Lomb lançou ao mercado americano o primeiro modelo de lente gelatinosas, mais maleável e confortável. Já a primeira lente descartável surgiu em 1995. Apesar de todas as novidades, o bom e velho par de óculos segue soberano na preferência dos míopes e portadores de astigmatismo. Nos Estados Unidos, apenas 10% das pessoas que precisam de correção visual usam lentes de contato. No Brasil, apenas 1%. 
( Revista Aventuras na História nº 53/ Jornal O Garimpo nº 34 )  
http://pt.wikipedia.org/wiki/Lente_de_contato
-
CIDADÃOS AJARDINADOS jardins7[1]
Declaração de Robert Joffer, durante muitos anos conservador honorário do departamento parisiense de parques e jardins, sobre o valor da natureza : " O cidadão comum precisa voltar a aprender a gozar emoções puras, como as que são proporcionadas pela visão de um belo jardim , de uma paisagem  ou de uma simples flor. Esse humanismo deve ser preservado, custe o que custar ; dele depende nossa sobrevivência. Cada um de nós traz dentro de si um jardim. E esse jardim interior tem de se tornar visível. Tem que passar a ser o nosso meio ambiente cotidiano 
( Revista Seleções Reader's Digest, nº 96 ) -
NÃO SEI

temps-etre-triste-L-1
Sinto mais
a falta dela
Ou dos pedaços meus
que ela carrega ?

Augusto Franke Bier 

Cientistas descobriram que o sonho é uma espécie de terapia noturna

Sonhar é uma espécie de terapia noturna, que nos ajuda a lidar melhor com as emoções e a superar coisas ruins.

Esta é a conclusão de um estudo realizado na Universidade da Califórnia - Berkeley, Estados Unidos.

Segundo a equipe liderada pelo professor Matthew Walker, os sonhos acontecem na fase do sono conhecida como REM (movimento rápido de olhos, da sigla em inglês), na qual está desligada a química do cérebro causadora de estresse. Dessa forma, podemos processar as emoções, retirando o peso das memórias difíceis.

Essas informações ajudam a explicar porque pessoas com estresse pós-traumático nãos e recuperam facilmente e sofrem pesadelos. E dão pistas do por que sonhamos.

Dorme, dorme

O sono é uma fase que nos ajuda no aprendizado, na memória e na regulação do humor. Neste mais recente estudo, os pesquisadores focaram na importância da fase REM, na qual as memórias são reativadas, colocadas em perspectiva e integradas.

Eles selecionaram 35 adultos e os dividiram em dois grupos: cada um viu 150 imagens com grande carga emocional, duas vezes ao dia, num intervalo de 12 horas, enquanto tinha seu cérebro monitorado por ressonância. Um dos grupos assistia às imagens de manhã e à noite; o outro, no entanto, assistia de tarde e pela manhã, após uma noite de sono.

O segundo grupo apresentou uma queda significativa na reação emocional: o scanner revelou uma diminuição de atividade n a parte do cérebro que processa emoções.

Os pesquisadores também gravaram a atividade cerebral durante o sono e notaram que há uma queda de um dos principais químicos associados ao estresse (norepinefrina).Os resultados da pesquisa, publicados na Current Biology, indicam que, ao processar emoções sem este químico, acordamos no dia seguinte com as experiências aliviadas da carga emocional.

Esses resultados têm algumas outras implicações. Normalmente, a fase do REM, na qual sonhamos, dura 20% do sono. No entanto, no caso de pessoas com algum tipo de estresse pós-traumático, essa fase do sono está desregulada; por isso, o indivíduo apresenta flashbacks: situações em que liberam toda a emoção, uma vez que esta não foi “retirada” da lembrança durante o sono.



quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Quarta com Igo: Antes da meia noite...

























Antes da meia noite
 os sonhos dão-se as mãos e livremente passear vão
É tanta alegria e harmonia que ninguém em mais nada presta atenção
São sonhos de contos de fadas onde o final é sempre feliz
Onde há sempre uma pessoa amada esperando o que a ela bem diz
Antes da meia noite  a noite é bem escura
As nuvens são todas nuns tons de cinza
Paras Estrelas brilharem bem e bem
Convidando a Lua bem prata pra sorrir 
E sobre o mar sobressair-se além
Antes da meia noite
 Parece que o ar fica mais leve bem mais fácil de respirar
Por isso é que os amantes esperam a hora certa
para então se entregarem ao mar
Por isso amenina que mora em mim
Se guarda por todo dia vivaz a saltitar
Segurando nas mãos a virginice de quem ainda sabe amar
Mas isso só ate um pouco antes da meia noite
Quando os sonhos saem pra passear
Assim que a maia noite chega
A menina adormecida se entrega toda à mulher
Essa que nunca estudou da vida
Que leu sobre o amar
Mas que sabe deixar-se despir de uma forma
Tão inteira pois ao que ama e deseja 
Nasceu pra  se dar
Essa que ressurge  em todos depois das meia noites
É a que sorri com alegria
Em sua veste de peça única
Deixa os seios meio à mostra
Pra ele entreabre um pouco as pernas 
Assim faz logo depois da meia noite
Deixando-se por ver
Somente
 e 
toda 
Só 
Amor

Reflexo d'Alma entre delírios e só delirios 
Pasargada 23:23 1101012

Quarta Com Igo e as Marias... agora a vez da MARIA DOCEIRA

























Esse final de semana foi o tempo de conhecer algumas Marias...
Meus Deus, como elas são tão diferentes umas das outras!
Mas nesse post vou falar somente de uma delas, a que mais me marcou.
Essa é Maria bisavó...
Pequena, cabelos branquinhos como algodão...
Semblante de quem trabalha de cedo ate tarde.
Voz sumidinha, quase um sopro, dá a impressão que ela vai desistir de falar...
Mas na verdade ela fala mais que todos.
Essa Maria bisavó é doceira!
Nunca na vida que havia tido a honra de conhecer um doceira de verdade.
Depois de eu deixar os que conversavam, trocar de poltrona para ficar ao lado dela,
logo me levou pra ver sua cozinha... duas mesas, tudo muito limpo.
Se não tivesse provado seus doces antes de sabê-la doceira não entenderia a arrumação da cozinha.
Adorei quando tive espaço para minha perguntação,
sabem como sou, se não pergunto não fico feliz.
Alias agora, nesse momento que escrevo esse post, terça 23:21, estou degustando um dos doces que
de la trouxe, servidos?
Bem...
como dizia,
logo que fiz minhas perguntas , ela com um sorriso muito limpo, me levou para ver seus tachos, onde faz
os doces,
mostrou-me o fogão industrial de duas bocas.
Mas não me contive e acabei percebendo suas lindas avencas.Disse eu a ela:
Você tem avencas, tão frágeis elas são!
Ela sorriu como que satisfeita e disse : É.
Eu sai olhando uma por uma, todas saudáveis e verdinhas de dar gosto.
Confesso que encantada fiquei pois avencas em um terceiro andar é demais! 
Elas sucumbem ao vento.
Mas só que  sua jardineira não é qualquer uma,
é a Maria doceira de mão cheia!
Marias são todas únicas,
singulares,
sem imitação.
E essa me trouxe um encantamento que depois falo mais a respeito.
Aprendi a discernir as Marias lendo um certo Palhaço Poeta...
Catiaho Reflexo d'Alma 

ELE PODERIA SER VOCÊ, OU EU. QUEM SABE?

À primeira vista que se tem é que ele não sai da frente do computador. Que não tem família para se preocupar ou trabalho com horário pra cumprir. Que não tem amigos com quem possa falar, um museu, um parque com crianças para visitar, cinema com bons filmes ou uma peça confiável num teatro que merecesse a ele a venda do ingresso. Nada disso seria mentira se ele não fosse atencioso com a mulher e a filha. Com os amigos que visita e  por quem é visitado. Com as suas idas, esporádicas, eu sei, ao cinema e ao teatro. As viagens de lazer que faz quinzenalmente e em muitas ocasiões, uma vez por semana. Talvez ele fosse como Catiaho, multifacetado. Um homem com dias diferentes de todos os que eu conheço. Um cara que faz dois dias, de um. Uma pessoa que não descansa ou que lê, estuda e escreve em horário que todos dormem enquanto o ser comum só age durante o  dia. Enfim, ele não teria tempo suficiente para o que faz senão fizesse ele o seu próprio tempo.   Este é o motivo que o faz presente em cada página, em cada blog, em cada roda de amigos e na memória dos loucos, como ele.  Uma pessoa que bebe o líquido e preserva o juízo. Uma pessoa que ama quem dele gosta e gosta dos que não o conhecem. Um cara com coragem de chorar por quem tem seca as suas lágrimas e por amar o impossível mesmo  não tendo casa suntuosa, dinheiro de sobra no banco e juventude de todos os meninos. Ele é, portanto, um ser como qualquer um, mas rico, entretanto, no que se refere a fé e a confiança no seu próximo.
silvioafonso

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

COMO SÃO TOMÉ.

Todos que eu conheço, todos não, a maioria. Diz que tem ótimos imóveis, que é bem casado e seus filhos, na Europa, estudam línguas e aperfeiçoam os estudos feito em seus países. Mas se alguém precisa dos seus préstimos sempre têm uma desculpa e de ajudar nem sempre estão sujeitos. No final do ano que passou eu conheci o reverso da medalha. Conheci pessoas com residência própria, ricas de vida, de bens, quiçá de dinheiro, mas doces como o botão da flor na manhã de primavera. Pessoas para quem tudo é festa e riso. Pessoas que põem a mão na massa. Que somam quando é importante e dividem quando necessário. Chefe de família que aplaude a cria e quem a pariu. Chefe que se deixa mandar e humilde obedece sem perder a doçura do sorriso. Eu, enfim, conheci as pessoas em quem Deus se baseou para permitir que o mundo fosse dos sonhos. Um mundo sem diferença entre os povos e a igualdade permeasse.
Obrigado por deixar que eu os visse. Que eu os tocasse, com vocês falasse e os amasse, como os amo.
(Rodrigo, eu também já vi, no alto de uma pedra viçar em verde um botão de flor que logo, logo, se abriu. Eu vi um pé de rosas erguer-se por entre as telhas de uma casa antiga e florir na época das colheitas. Eu vi o supracitado, meu querido amigo. Creia no meu texto, pois ele é resultado da fé nos homens, da coragem dos céticos e da esperança nos moribundos).
silvioafonso

TERÇA COM RODRIGO LOPES DA FONTE

QUANTAS BARATAS AINDA TEREI DE MATAR?






Lia tranquilamente na cama quando uma entrou voando. Passava um pouco da meia-noite. O apartamento, o prédio, adormeciam no mais melancólico silêncio. O som das asas da barata e o bater do seu corpo marrom na parede me pareceram como o de um projétil. Levantei de um salto e fui averiguar. Era enorme, perigosa, vingativa. No entanto, tonta. Provavelmente levara na cabeça uma alta dose de remédio. Não pensei duas vezes: calcei o chinelo e a esmaguei! Na hora fez um barulho terrível sob o meu pé, como se tivesse estourado uma bolha grossa. Ao levantar o pé, vi o corpo da barata boiando em uma massa branca. E a sola do chinelo repleta do seu néctar. Ela vivia ainda. Sofria de muita dor, sem dúvida. Então eu, com a frieza de um psicopata, pensei numa maneira de livrar-me dela sem sujar minhas mãos. Apenhei na minha varanda uma pá de lixo, tirei aquele corpo em agonia do chão do meu quarto e segui com ele até o corredor do meu prédio, onde a lancei pelo buraco da lixeira.
Voltei para o meu quarto sem o remorso que costumo ter quando assassino algum inseto. Embora não tenha medo, a barata me causa um asco abismal - que eu so sinto quando me olho no espelho e não vejo outra possibilidade de ser. Depositei meu chinelo sujo na área de serviço e fui lavar as mãos com álcool e fogo.
Voltei para a minha leitura. Só que sem a concentração e o prazer de antes. Algo se partira ao meio. E passado mais um tempo lembrei que eu deveria tomar meu banho, preparar a minha cama e dormir, enfim: terminar aquele dia desastroso. O relógio marcava quase duas da madrugada. Assim fiz, levemente contrariado. E ao entrar no meu banheiro, eis que me deparo com outra barata. Enorme, cascuda, batendo as antenas, sedenta do meu néctar violeta. Com esta fiz diferente: não queria ter de pisar novamente num corpo grosso e ouvir aquele som de morte por esmagamento. Corri até a área de serviço e apanhei o Raid. Num único golpe o seu fim veio. E lá fui eu apanhar novamente a pá de lixo para jogar outro defunto na lixeira.
Depois disso, já me enrolando no cobertor, cheiroso e sonolento, pensei: "quantas baratas ainda terei de matar na minha vida? Por que em todos os meus momentos felizes aparece uma para me perturbar?". Sim, sei que há quem goste de barata. Em todos os lugares encontramos quem se vanglorie de gostar até de comê-las. Mas eu as odeio. Simplesmente por isso: elas atrapalham o desenrolar dos meus desejos. Nunca consigo pensar do mesmo jeito depois que uma entra sem pedir licença na minha vida. E quando me obrigam a pensar numa maneira para afastá-las, mais raiva ainda sinto. Nenhuma maneira de destruí-las é cruel o suficiente; nenhuma satisfaz totalmente a minha sanha nem tampouco me transmite a confiança de que nunca mais terei o desprazer de ter uma para romper a minha redoma de vidro.






VISITE O MEU BLOG: http://rodrigolfonte.blogspot.com

Eu terça com Rodrigo e silvioafonso



















Beijos que são beijos são assim...

Com certeza aquele fora o beijo mais
intenso que já recebera.
Não era apenas uma boca na outra.
Era um mundo em busca do outro,
mas com tanta força
que talvez pudesse ser comparado àqueles
tornados que se formam nos lugares bem
adiante das pessoa se da forma como
surge, vem tomando todo espaço
por onde passa
sem pedir licença.
Só passa dominando
e não há nada
que se possa dizer ou fazer.
Até que da mesma forma que veio vai.
Assim foram àqueles beijos:
devastadores, incontroláveis,
infinitamente incomparáveis.
A outra boca não respondeu,
nem revidou
apenas deixou-se por instantes
ser completamente tomada... arrebatada.
Mas usufruiu tão intensamente
deixando-se devastar sem reação.
Foram instantes profanamente
comparados á eternidade.
Ao dia que o sol parou
ou mesmo ao momento exato de um eclipse.
Tão significativo quanto à visão
de uma estrela cadente.
Beijos que são beijos tem esse poder
de deixar na outra boca mesmo que inerte
o gosto pra nunca mais ser esquecido.
Nessa fração de tempo nada mais existiu,
nem importou ;senão as duas bocas
querendo ou não
uma só,mesmo que por instantes ,
porém eternos.
Beijos que são beijos são assim... inesquecíveis.
Reflexo d’ Alma entre sonhos e delírios





Eu terça com Rodrigo e silvioafonso













Urgência

Hoje não quero pensar
 somente deixar sobre as linhas
palavras dentro do tempo e fora dele,
sem preocupação com
rimas ou concordância.
Quero adormecer sem hora para acordar,
mas principalmente sem cobranças 
para caso disso não acontecer.
Há somente a necessidade de atentar para 
o que no peito sinto,
mas que aparentemente minto
pois já na alma se espalha
em nuances tão perfeitas
que quase as comparo ao Mar.
Hoje quero dormir e me deixar perder a noção do hoje,
não pensar no que foi ontem,
despertando somente num lugar qualquer
desde que seja seja amanhã.
Não quero malas, nem bagagens,
nem bolsas, sacolas ou agendas.
Nem nome ou sobrenome.
Quero apenas ao que tenho 
no peito atender
pois mais que tudo,
hoje minha única 
urgência é em 
você
me
 perder

Reflexo d'Alma entre sonhos e delírios





segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

CHEGA DE FOFOCA.

Fui tentado a postar na quinta-feira e, meu Deus, se eu soubesse que o texto criaria tanta  confusão, talvez eu me abstivesse do convite.  Recebi  e-mails de pessoas  amigas e desconhecidas do blog que buscavam detalhes que os levassem ao cafajeste mencionado.  Com um jeito todo  meu eu consegui escapar do assunto sem prejuízo para quem quer que fosse. Da minha parte eu até lucrei, pois o safado deixou elementos suficientes para a tese que uma das mulheres que ele cantou ou tentou cantar e que por acaso era a minha, seja defendida na sua pós-graduação.  Portanto não dei e não darei mais pista além do que ficou postado.  Mais do que eu falei, nada direi, até porque o assunto já se esgotou e dele eu até me esqueci.  Acho que para este ano chega de fofoca. 
silvioafonso

 

domingo, 8 de janeiro de 2012

Editorial de Encerramento da Maratona Poética de Domingo 08 de janeiro de 2011


Já faz um tempo que sou uma mulher feliz, confesso que tenho mais do jamais sonhei ter..
Só que de um tempo para cá, consegui atingir o estado de PLENITUDE.
Não pensem que é fácil, pois  os sonhos não sonhados mas que estavam dentro da gente,
quietinhos adormecidos de repente começam a tomar forma e a simplesmente ACONTECER.
Isso é assustador.
Para quem já sofreu muitas decepções é ASSUSTADOR, pois quando sorria em criança eu sabia que
o choro logo bateria a minha porta e batia mesmo de forma literal.
Hoje apesar de  assustada abraço o que me chega.
Vou ao encontro dos amigos que são poucos, mas existem.
Revelo aqui um sonho já engavetado há muito pelas decepções
e que tenho HOJE a dádiva de ver ser tirado da gaveta:
Ter amigos para seguirem comigo vida a fora até meus dias na terra findarem.
Ter alguém para seguirmos juntos em frente na JORNADA
Bj e abraço pra família que ganhou meu coração e o de minha família tambem
Catiaho Reflexo d' Alma 2134 de 08 de janeiro de 012  com Ana Clara no colo que manda bj pra vcs tambem





EU chegando de viagem e ainda em tempo DE POSTAR Na MARATONA POÉTICA DE DOMINGO

 Acabei de chegar de uma viagem não planejada, porém muito bem aproveitada.
A cidade que tive o graça de conhecer é Cachoeiras de Itapemirim, ES.
As fotos são do meu novo aparelho celular, não estão boas pois ainda não aprendi a
 mexer nessa geringonça; mas vou.
Mas eu as quero postar.
Nesses dois dias presenciei muitas "realidades" distantes da minha.
Conheci algumas lindas MARIAS, sobre as quais já escrevi e vou postar
ao longo da semana que hoje começa.
Cada MARIA  e única, já diz o Palhaço Poeta, confirmo que de fato assim acontece.
Cada lugar por onde passei vivenciei muita SURREALIDADE, até tirei foto ao lado
de um magnifico carro importado, isso na garagem do proprietário, tio da minha nora.
Também
Senti Ausências,
Mas
Percebi Presenças,
Vi muita natureza e muita religiosidade...
E CONFESSO
 me realizei no  viver ser avó de Ana Clara!
Ai ai... acho até que devo estar para morrer, pois são
tantas a emoções...( já que estive na terra do rei, vou usar o nome da música para me expressar)
OBS: As fotos são péssimas, mas eu não ligo, posto assim mesmo.
Catiaho Reflexo d'Alma 21:01 08 de janeiro de 2011





Rio Itapemirim






Rio Itapemirim






Em uma so estante haviam mais de 30 estatuetas, a tevê na sala transmitia  missas e missas e na tevê da cozinha mais missas. O Cristo no quadro era o crucificado e ao redor da foto havia uma grande corrente.Incrivel que as pessoas na casa eram como que sombras, expectros...



Geografia

Pôr do sol no Rio Itapemirim em Cachoeiro de Itapemirim.
O município está situado no sul do estado, às margens do rio Itapemirim, ocupando umaárea de 892,9 km². Localiza-se a 20º50'56" delatitude sul e 41º06'46" de longitude oeste, a uma altitude média de 36 metros. O município fica a 139 quilômetros da capital,Vitória.
Cachoeiro de Itapemirim situa-se na zona fisiográfica Serrana do Sul, às margens do rio Itapemirim, no ponto em que este deixa o planalto cristalino - onde forma corredeiras ("cachoeiros", "cachões") - e entra na planície litorânea. Entre os vários picos das redondezas sobressaem o do Itabira (600m) e os do Frade (370m) e da Freira. Esses picos fazem parte da frente escarpada e contínua de serras, que, constituídas por uma série de cabeços e pontões, se alinham na fachada costeira do sul do estado.

[editar]
Clima

Cachoeiro de Itapemirim possui um clima Tropical, com verões úmidos e quentes e invernos secos e de certa forma frios. É considerada uma das cidades mais quentes doEspírito Santo, juntamente com ColatinaCastelo e Alegre. Isso deve-se ao fato da cidade ser cercada pelos Mares de Morros, que em alguns pontos ultrapassam os 500 metros, como é o caso do Morro das Andorinhas. Essas formações impedem a circulação do ar, causando o calor e a sensação de abafamento. Em determinados meses do ano como, em dezembrojaneiro e fevereiro, a temperatura em Cachoeiro de Itapemirim pode chegar aos 40ºC. Nesses meses, o calor muitas vezes excessivo, combinado com a umidade proveniente do rio Itapemirim, proporciona a formação de nuvens de Temporais, que vêm acompanhadas de chuva, ventos fortes e ocasionalmentegranizo, que em sua maioria duram entre 15 e 40 minutos. Apesar de sua curta duração, esses temporais são capazes de trazer transtornos à cidade. Nos meses de março,abril e maio, a temperatura ainda é alta, mas não costuma passar dos 35ºC, apesar de existirem exceções, elas geralmente são ocasionais.
Já nos meses de junhojulhoagosto e setembro, a temperatura da cidade entra em declínio, com a chegada das Frentes Frias, que trazem chuva, alta nebulosidade e geralmente frio. Nos dias em que essas frentes frias atuam na cidade, a temperatura chega a não passar dos 20ºC. Em sua maioria os dias de inverno em Cachoeiro não são tão quentes, as temperaturas normalmente não passam dos 28ºC, mas com a aproximação da Primavera as mesmas podem chegar aos 30ºC. As temperaturas mínimas nas noites sem nenhuma nebulosidade, ou seja, céu limpo, podem chegar os 10ºC e até aos 8ºC com a atuação das Massas de Ar Polare, provenientes da região da Antártica. Esses baixos valores, em sua maioria são registrados na madrugada, como no dia 10 de julho de 2011, quando a temperatura chegou aos 11.5ºC. Em julho de 1975, a temperatura chegou aos 8ºC, valor esse, provocado por uma grande onda da frio que atingiu quase todo o Brasil. Os mesmos Mares de Morros, que no Verão causam todo o calor de Cachoeiro de Itapemirim, provocam no Inverno o frio intenso. Os morros represam grande parte do ar frio, que nas noites sem nebulosidade desce para a superfície, resfriando-a rapidamente. São nesses dias que os casos de temperatura próxima aos 10ºC, são vistos, porém são exceções e só ocorrem com fortes ondas de frio. Nesses meses a temperatura máxima média é de 28ºC e a mínima de 15ºC. Com certeza, Cachoeiro de Itapemirim tem suas particularidades, oferecendo assim, frio e calor. Nos últimos anos o frio em Cachoeiro tem aumentado significativamente, trazendo à população acostumada com o forte calor a sensação de muito frio

MINHA HOMENAGEM HA UMA MARIA DE TANTAS QUE SOMOS: Muito mais que Maria

Mais que Maria; Mãe singular.

Mais que Maria ela viveu pra amar.

Muito mais que Maria;

viveu e conta de sua vida deu

Mas que Maria; hoje sobre o altar

olha os seus,

reconta saudades de tudo que já viveu

Mais, muito mais que Maria,

saúda os que ao redor dela firmes na vida

mantém-se.

Nasceu Maria,

Amou como Maria

E hoje aos pés da cruz

Em gratidão

Feliz e recompensada Maria de Jose

e seus cinco frutos de seu amor,

eles também seus amores

Maria sorridente se mantém.

Tive a minha, mas

Amo sua Maria também...

Parabéns bela senhora Maria

Que tão lindos frutos ao redor

De si mantém.

Catiaho Reflexo d’Alma 07:22 de 24 de fevereiro de 011


..

Levei muito tempo para esperar educadamente minha hora de falar. Acontece que percebi que se não pegar a palavra, nunca serei ouvida. Percebi isso ontem domingo cedo á mesa e em um momento X quando uma pergunta que somente eu poderia responder, já com a palavra a tive tirada da boca e desdita em tudo que sou e que penso ter por base de vida, foi interessante me ver desqualificada em direito a defesa. Á mesa havia flores que cedo colhi tamanho meu contentamento. Sei que quase todos desejavam ouvir o que eu tinha para dizer, mas quem assim não se permitia conseguiu calar minha voz, sobrepondo a sua. Não me assusto mais com o egocentrismo ou com a interpretação antecipada. Por isso calei, engoli minha fala e sigo meu caminho. Nada mais afeta a decisão de ser a que nasci para ser até porque ja Sou. E se alguém não estiver satisfeito terá que tomar alguma decisão, porque eu, na verdade estou disposta a seguir sem culpa ou cuidados. Quem fala muito erra mais. Eu falo o essencial quando permitem, quando não, engulo, processo em mim e sigo minha jornada feliz entre sonhos e delírios sempre.Catiaho Reflexo d'Alma

.

"Quantas vezes, em sonho, as asas da saudade/Solto para onde estás, e fico de ti perto!/Como, depois do sonho, é triste a realidade!/Como tudo, sem ti, fica depois deserto!"Trecho- OSonho Olavo Bilac

ONTEM SABADO 19 DE NOVEMBRO 011 ACONTECEU O LANÇAMENTO NO SESC SÃO GONÇALO RJ AS 14 HS!!

ACONTECEU E FOI MUUITO BOM!


ONTEM FOI DIA DE:

Catiaho Alcantara e Silvio Afonso de Macedo!
Hoje e dia de Reflexo d'Alma

e Palhaço Poeta!
Hoje é dia de Poesia suave e Romance excitante!
Hoje é dia de Refletindo Poesia e Brisa&Furacão!

Hoje é dia de tanta coisa boa que meu coração
se entrega sem medo
mas somente entre SONHOS E DELÍRIOS
PARA VIVER UM MOMENTO MUITO MUITO ESPECIAL!

Dois livros em 1 exemplar: Refletindo Poesia e Brisa&Furacão

Dois livros em 1 exemplar: Refletindo Poesia e Brisa&Furacão
Os autores Catiaho Reflexo d'Alma e silvioafonso Palhaço Poeta lançaram juntos Poesia suave e Romance excitante bailam juntos enwuanro esperam que vocês os leve pra casa. INF pelo email parceriaepoesiaemoficinadapalavra@live.com

silvioafonso, que foi e é o responsavel direito pela criação do Blog Espelhando

silvioafonso, que foi e é o responsavel direito pela  criação do Blog Espelhando
Depois de tempos tentando algo paracido atraves do orkut e de outros Blogs, sem conseguir me fazer entender, quase desistindo vejo na pagina de um então blogueiro desconhecido para mim uma postagem que foi o estopim de coragem para que o Espelhando começasse. Primeiro copiava layout de blogs que eu gostava, pedia permissão e postei por meses e meses até que um por um foi aceitando postar na Maratona Poética e hoje antes de 2 anos ja temos mais de 90 mil visualizações de página no Blog. silvioafonso lançou 3° livros e ja prepara o 4°pelo Parceria&Poesia .
Todos os "Não" que recebo;vão para a galeria dasoportunidadesdesperdiçadas o bom é saber que minha parte foi feita, então des-canso e em paz sigo adiante sem ter a preocupação de olhar para trás. Catiaho Alcantara

Amigo Rubens,

Amigo Rubens,
Sou e serei grata pra sempre por ter me apontado a direção as 12:22hs dessa 6a feira, quando me ligou; um pouco antes de nos deixar e seguir...Sentirei sua ausência, farei minha parte. Catiaho Alc.

Sou Plena quando Sou s medo a que Nasci para Sere se o Amor Meu(ainda que com ressalvas),

Todos os "Não" que recebo; vão para a galeria das oportunidadesdesperdiçadas o bom é saber que minha parte
foi feita, então descanso e em paz sigo adiante sem ter a preocupação de olhar para trás. Catiaho Alcantara
Visualizar

silvioafonso do Blog Palhaço Poeta

silvioafonso do Blog Palhaço Poeta
Este é o amigo blogueiro que me impulsionou a investir no Espelhando, isso depois de um post em seu blog ...

Tonni Lima a quem devo dentro tantas coisas além de Amor: Honra

Tonni Lima a quem devo dentro tantas coisas além de Amor: Honra
Primeiro cito Tonni Lima, o escritor que fez o prefácio d meu primeiro livro e que indicou meu nome para Oficial Academia de Letras de Tijucas, onde fui aceita como membro imortal correspondente desde julho de 2012. A ele minha honra por ser quem é.Meu carinho e amizade.O Espelhando tambem é a casa dele, onde escreve quando assim desejar.