Minha Frase preferida desde o mes de julho de 2013


"A felicidade de um amigo deleita-nos. Enriquece-nos. Não nos tira nada. Caso a amizade sofra com isso, é porque (ela a amizade) não existe." Jean Cocteau

Seres Espelhados Espalhando Sonhos e Delírios como eu

Translate

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Era só um Banco de praça...



Era somente um banco, desses comuns em qualquer praça.
Eu, fazia tempo observava e anotava os tipos que ali
 sentavam para as mais variadas atividades.
Uns pra descansar.
Outros para conversar ao celular.
Outros para namorar, fossem pares de diferentes ou de  iguais.
E outros tantos tratando de seus assunto ali no Banco da praça.
Um dia de domingo passando por essa praça, percebi nesse
 Banco um homem,  com bolsas e muitos livros. Não me contendo puxei conversa
e me surpreendi de imediato com o vocabulário sofisticado e o português bem usado.
Ele sentado o Banco e eu de pé a sua frente.
Por algum tempo falamos de politica, de literatura e da vida, na verdade da vida dele.
Ele um morador de rua e trocava livros por algum trocado que lhe desse para comprar
 uma refeição.
Estendendo o braço deu-me um exemplar do livro famoso e disse:
- Estou dando esse livro para  senhora pois sei que vai ler.
Agradeci e sem prometer nada fui até em casa e voltei a ele
 com o que eu tinha em dinheiro e alguns livros para ele passar adiante e dois rascunhos de
livros de  autores que eu estava para lançar e pedi que ele lesse e depois me desse
 uma critica das duas obras. Nos despedimos. Nunca mais paramos para trocar palavras
novamente, mas da janela do meu quarto eu podia observar o tal banco citado no inicio
 e esse era o banco escolhido por ele para o descanso e por outros para outros fins.
Batizei o banco : "O Banco Democrático"; exatamente devido a pluralidade de pessoas que o escolhiam dia a dia.
Quarta feira dessa segunda semana de fevereiro eu não olhei pela janela cedo,
mais tarde fui até o correio e para tal só preciso atravessar e  rua e passar pela praça.
Tinha pressa e passei rápido mas de imediato  um vazio se formou em meu celebro e voltei.
 Faltava algo ali.
Olhei, olhei e vi a marca da ausência gritando e não me contendo falei sozinha:
- O banco! Caralho(desculpem a palavra grande, mas tenho que ser fiel ao que eu falei na hora)!
Tiraram o banco!
Segui meu caminho completamente abismada.
A adiante fui parada por uma pessoa conhecida e falei de imediato: - Viu? Tiraram o banco!
A pessoa sem hesitar disse:
- Tinha que tirar mesmo!
Aquele homem dos livros estava sujando a praça com sua presença diária.
Agora eu ficara sem palavras de vez, o chão sumiu de meus pés e confesso que sai dali o mais rápido possível.
De volta em casa mais tarde eu juro que a imagem em minha mente era de terem vindo a noite, tirado o banco. Até ai tudo bem, mas e ele o homem dos livros quando veio cedo?
Ou sera que o levaram para um abrigo?
Essa imagem é horrível:
Ele sentado
no banco com suas bolsas coisas e seus livros teimando em não sair.
 E os encarregados de levarem
o banco, levando junto homem, e banco. O banco eu não sei
pra onde, mas o homem para algum depósito de gente.
Terá sido isso?
Nunca saberei...
Mas sei de um coisa com toda certeza:
É assim que se resolvem as coisas nessa nossa terra chamada Brasil...
Chega dar medo, naquele dia  foi o homem e o banco...
amanhã poderá ser eu ou alguns dos meus
E até um de vocês...
Vamos lembrar sempre que assim são resolvidos os INCÔMODOS da
nossa SOCIEDADE: EXTIRPANDO. Chega dar medo!
Em fim.
Vou deixar essa canção que tem a ver com o assunto,
 pelo menos eu acho que sim:
Catiaho Alc.


8 comentários:

  1. Triste né amiga? Nossa, me toquei com essa história!
    A vida tem disso, preconceito sem fim...
    Abraços apertados agradecendo o carinho de sua amável visita!

    ResponderExcluir
  2. Boa noite Catiaho.
    Revoltante situação, fiquei de verdade emocionada com o seu relato, como existe pessoa desumanas, que sociedade é essa que infelismente vivemos, muitos amam bens matérias e desprezam o ser humano. Não costumo envolver dessa maneira em postagem, sempre sendo educada, mas agora vou abrir uma exerção, sentir nojo da pessoa que acho correto retirar o banco para se livrar do pobre homem que usava o banco. Enfim todos nós devemos fazer a nossa parte,vivendo sem nenhum preconceito. Um lindo final de semana amiga, tudo de bom para você.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Olá amiga, vim agradecer suas visitas nos meus blogs e me desculpar pela ausência, motivo pelo qual, marido para ser operado, depois se recuperando, graças a Deus deu tudo certo e a recuperação caminha muito bem.
    Obrigada pelos votos de que tudo desse certo, valeu todos os pensamentos positivos, obrigada!
    Já estou de volta as aulas e com o tempo limitado, visito os blogs amigos com este recadinho colado, mas os agradecimentos a você, são verdadeiros e com muito carinho.
    Desejo uma noite abençoada e um amanhecer de paz e iluminado por Jesus.
    Abraços da amiga Lourdes Duarte
    http://professoralourdesduarte.blogspot.com.br/
    http://filosofandonavidaproflourdes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Uma texto que revolta e comove ao mesmo tempo. Temos uma sociedade impiedosa? Estamos a ficar insensíveis? Seu texto me deixou a pensar...
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde Catia.. pois é.. as vezes os que se dizem sociáveis fazem coisas assim e acham que estão certos ou que são superiores..
    sei de mendigo que dorme no chão.. nem num banco dorme mas é aquele que quando passa por vc te dá bom dia.. o resto que anda na pinta te vira a cara.. tá deprimente viver num mundo do jeito que tá.. bjs

    ResponderExcluir
  6. Comovente e revoltante...
    E assim caminha a humanidade.
    Xero

    ResponderExcluir

Que bom que veio, fique a vontade o quanto desejar.
Se apenas leem eu gosto. Mas se comentam eu adoro!
Volte sempre para o abraço entre sonhos e delírios
Catiaho Alc/Reflexo dAlma
CONFIRAM MEUS OUTROS BLOGS
http://reflexodalma.blogspot.com/
http://reflexosespelhandoespalhandoamigos.blogspot.com/
http://eunoseossinos.blogspot.com.br/
http://refletindosobrealimentacao.blogspot.com/
http://reflexotrocandoimpressoes.blogspot.com.br/
http://catiahoalcseloparceriapoesia.blogspot.com.br/
http://frasesemreflexos.blogspot.com.br/

Venho aqui e Olho pro amanhã dessa forma: com ALEGRIA!

Venho aqui e Olho pro amanhã dessa forma: com ALEGRIA!
Já caminhei muito tempo sem me dar conta do quanto é importante o que eu sei, quero e posso. Passei muio tempo dando prioridade a todos ao meu redor. Daqui pra frente meu olhar obedece a uma nova perspectiva, pois minha palavra de ordem é ALEGRIA.Não quero e não vou viver mais um segundo sem esse ingrediente essencial.. Experimentem e depois de contem o resultado. CatiahoAlc, terça feira 05 de janeiro de 2015

Eu sempre entre meus sonhos realizados e meus delírios incessantes...

Eu sempre entre meus sonhos realizados e meus delírios incessantes...