Web Statistics

Minhas Frases preferidas desde sempre:

"A felicidade de um amigo deleita-nos.

Enriquece-nos. Não nos tira nada.

Caso a amizade sofra com isso, é porque (ela a amizade)

não existe."

Jean Cocteau

...

"Saudade é a nossa alma dizendo para onde ela quer voltar."

Rubem Alves

Seres Espelhados Espalhando Sonhos e Delírios como eu

Translate

OBSERVAÇÃO NECESSÁRIA

LEITORESAMIGOS, Vocês já devem ter notado que as Publicações no Espelhando são compostas de mais de um item: Um Texto - Uma Can Cão - uma Poesia - IMagens. Deixo claro que: 1- Sou a única responsável pelas publicações 2- e seus conteúdos. 2- OS Itens das Publicações é para que CADA UM AMIGOLEITOR SÓ LEIA O QUE DESEJAR: OU O TEXTO (CON VERSA) OU A POESIA (COM VERSOS) OU OUÇA A MÚSICA (CAN ÇÃO) OU AS IMAGENS (FOTOS). CONTO COM A COMPREENSÃO DE VOCÊS QUERIDOS LEITORESAMIGOS CatiahoAlc.

terça-feira, 4 de maio de 2021

MOLHANDO AS CALÇAS

 

Eu estava tão apertado  que arriei às calças, peguei o bicho pelo pescoço e corri para o banheiro para não molhar fora do vaso. Àquelas horas a empregada já devia estar longe por isso adentrei a casa com as calças arriadas e o bicho, bem preso, na mão. 
Mas eu estava muito enganado porque Teresa, que já devia estar em casa,  estava sentada onde eu ia urinar.   
Teresa era exigente quanto a horário.  
Chegava e saía, sempre, na hora combinada.  
Era mulher de respeito e, segundo a filha me disse, 
não conheceu outro homem além do marido 
e como só tinha ela por filha, nunca ficou sabendo se o marido era bem ou mal dotado, 
mas quando me viu lutando com aquilo que eu mantinha 
preso na mão a mulher deu um grito. 
Grito esse que me assustou e se eu não sou rápido 
e giro o esguicho para outro lado a teria molhado inteirinha. 
– Porra, Teresa!  – gritei. – Olha o que você fez, criatura! 
Teresa estava branca. Estática olhando com olhos esbugalhados
 para o lugar de onde vinha o jato e como ela, depois me falou, pensou que o bicho que tinha cara de brabo, pudesse mordê-la.   
O quadro era muito engraçado.  Teresa gritando, 
não se sabe se do susto, pois não contava com a minha presença 
ou espantada com o tamanho do bicho que olhava para ela de cara feia.  Teresa, com o papel higiênico enrolado na mão, 
me pediu pra olhar para o lado, enquanto eu, com aquilo, 
mole na mão, ria da cara dela.  
Teresa não quis que a visse enxugar-se, 
mas não deixou de olhar para ver se eu dava ou não dava as balançadas que o marido costuma dar quando repõe, 
de volta, o passarinho dele na gaiola. 
A empregada mudou radicalmente depois do incidente. 
Passou a chegar mais cedo e às vezes eu tinha de mandá-la 
para casa ou, quem sabe, não quisesse pedir para 
dormir no trabalho!?
                                                  silvioafonso


CANÇÃO  ESTELHAR
COM MARCOS VALLE


Vem Dançar; VEM? 

Aceite meu convite para dançar
Sejamos um só nesse
Suave  balançar
Deixemos que um corpo no outro toque
Sem em nada  mais pensar
Que as sensações dominem por inteiro
Vem
Aceite o convite
Sejamos  um do outro
Somente nem que por uma fração
Mínima de tempo que seja
Mas que na mente
Guardemos muito mais
Que a eternidade
Desse nosso querer
CatiahoAlc./Reflexo d'Alma
entre Sonhos e Delírios
0104130002/TNI


13 comentários:

  1. Estou mesmo a ver a teresa
    Olhando o marido admirada
    Tenha essa a pila tesa
    E ela: Homem não tens mesmo nada
    ..
    .
    Cumprimentos poéticos
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderExcluir
  2. Então ela gosto do bicharoco :)? Lool
    .
    Não quero ficar neste panorama...
    .
    Beijos e um dia feliz

    ResponderExcluir
  3. hahaha esta é mesmo para rir haha bjs saude

    ResponderExcluir
  4. Silvio Afonso,
    Ri com vontade, com a sua "indiscrição":)
    Um abraço !
    CatiahoAlc,
    Adoro dançar, tal como adoro rir.
    Prazeres adiados, até quando minha amiga ?

    Beijinhos, e obrigada a ambos, por este bom momento !

    ResponderExcluir
  5. Divertido e sedutor ao mesmo tempo o poema
    😊
    Deu para sorrir

    ResponderExcluir
  6. Muito engraçado o post anterior, do Silvio Afonso e, depois de rir, dançar, completa a alegria e o dia torna-se mais ameno, apesar das desgraças. E " Engraçado ", sem ter graça nenhuma, é como somos capazes de ficar indiferentes à dor alheia, ao mendigo sem tecto, aos lares sem pão e sem quaisquer condições de salubridade. Habituamo-nos tanto a vê-las que já as consideramos normais; já nada nos choca e a indiferença tomou conta de todos. Não pode ser assim! Temos que lutar para que não fiquemos empedernidos e, se, somos pequenos demais para consertar o mundo, somos grandes o suficiente para dar um pão ao vizinho que tem fome. Amiga, adorei os teus poemas, bem pertinentes. Obrigada! Um beijinho e SAÚDE para todos
    Emilia

    ResponderExcluir
  7. Engraçado o primeiro. Muito belo o segundo!
    Parabéms!

    ResponderExcluir
  8. Gosto desses textos leves. O riso e a dança. Gosto muito desse disco do Marcos Valle. Tudo lembra verão..
    Também sou como você. leio muito mais do que comento. Abração;;

    ResponderExcluir
  9. O texto do Sílvio é muito engraçado.
    E o seu poema é magnífico.
    Bom fim de semana, amiga Catiaho.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  10. Gostei!
    O primeiro é bem humorado e conta uma história interessante.
    O teu poema é muito lindo!

    Um bom fim de semana.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  11. Gostei do texto cheio de malícia do Sílvio. Gostei muito do seu poema.
    Uma boa semana com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  12. Vai ver, mestre Sílvio, a Teresa gostou do exposto! :) Meu abraço, amigo; boa semana.

    ResponderExcluir

Que bom que veio, fique a vontade e o quanto desejar.
Se apenas ler; eu gosto. Se comenta: eu adoro!
Volte sempre para os
Bjins e Abraço entre sonhos e delírios
CatiahoAlc./Reflexod'Alma
https://frasesemreflexos.blogspot.com
https://aprendendocomelessempre.blogspot.com/


.

Ei!

O que estou escrevendo aqui NÃO É PESSOAL E NÃO SE

REFERE A NINGUÉM DA VIDA VIRTUAL E SIM DOS MEUS VIZINHOS

DE BAIRRO, OK?

Escrevo aqui para me expressar somente. Penso que estamos vivendo mais um dia e que devemos ser gratos a Deus e aproveitarmos todo aprendizado que esse dia nos trouxer. Devemos: usar máscara, mesmo os já vacinados , usar álcool gel, lavar as mãos ao chegarmos da rua, deixarmos os sapatos do lado de fora até serem limpos, evitarmos contato físico com pessoas que não vivem no mesmo recinto, evitar viajar (sem ser necessário) viajar a lazer nem pensar, não é hora de lazer, ainda que secos para tal estejamos. Eu ando com muita saudade dos meus amigosafilhados, das minhas irmãs e meu cunhado e de ver minha casa no RJ que está fechada desde janeiro de 2020, quando lá estive. Uma coisa tem me chamado muito a atenção: Parece que já terem sido contaminados e terem sobrevivido e a possibilidade da vacina, já deu a algumas muitas pessoas a ideia de estarem totalmente livres de contaminação, bem como os que já tomaram a vacina e passaram a ficar descuidados. Isso me preocupa muito. Estou reclusa em casa com meu marido e filho caçula há mais de 1 ano, vejo muito pouco meu filho mais velho, esposa e filhas que moram na cidade vizinha. Detesto não me sentir livre para ir e vir e mesmo para caminhar na orla que fica ha 3 ruas da minha casa. Vamos resistir mais um pouco, vamos preservar nossa saúde física e mental o mais que pudermos. Por hoje é o que eu penso; caso entendam que eu esteja errada: me perdoem. Bjins de bons dias a todos. CatiahoAlc.

Postagens mais visitadas

Atua LIz Ações