Minha Frase preferida desde o mes de julho de 2013


"A felicidade de um amigo deleita-nos. Enriquece-nos. Não nos tira nada. Caso a amizade sofra com isso, é porque (ela a amizade) não existe." Jean Cocteau

Páginas

Translate

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Eu gosto. ( Poesia quem aprecia Poesia)


Desse tempo em que os dias 
Começam com o abrir de novas flores
Em um multi colorido único
Pois todos os dias é renovado
E uma mistura de aromas
Seguem enchendo da vida
De encantamentos
A primavera chega
Trazendo sua alegria
Porem a vida não para
Com seus múltiplos eventos
Sou grata por tudo
Pela disposição de viver
Enfrento qualquer vento ou calmaria
Acreditando que assim
Mesmo deve ser o Viver
Não escolho
Nem reclamo
Abraço agradeço
 Enquanto realizo
Sigo vivendo
E deixando florescer 
O bem viver
Catiaho Alc. 22 de setembro de 2016 12:00

(História para quem gosta de História)

Vida que segue e que venha Outubro por favor!

Pois bem amigos leitores, eu vejo e entendo a vida assim como minha poesia.
E nos últimos três meses foi esse o meu proceder, enfrentando um a um os desafios que a vida me brindou e como todo ser humano, uns eventos foram mais doloridos que outros. Depois de uma questão familiar grave envolvendo uma das crianças da minha família de sangue e que somente pudemos  acompanhar de longe, por morarmos longe e ser um assunto de ação de pai e mãe envolvendo justiça em tentativa de abuso de vulnerável. 
Os meses de julho e agosto foram meses muito dolorosos para nossa família que vivemos longe de deles. Bendita a internet, bendito WhatsApp e abençoada a telefonia de forma geral que não nos deixa sem notícias, pelo menos. E eu que sou a irmã mais velha guardo preocupações e me contenho por não poder me envolver, seguindo orientações daqueles que estão agindo legalmente. Assim que tudo se resolveu e os envolvidos receberam e estão recebendo da justiça o tratamento adequado, ainda nos ficou a preocupação com a a família e especialmente com a criança afetada que tem apenas 10 anos e precisou passar por todo processo delicado e invasivo de corpo de delito, essas coisas. Nos resta pedir a Deus e aos  profissionais da área de terapia para que sejam sábios e eficazes devolvendo a criança a tranquilidade de confiar em todos que a cercam, Nem sei como será minha reação ao abraçar este ser já tão marcado.
Compartilho sobre essa questão porque quem tem criança em casa deve ficar atento. Nesse caso o padrasto e a mãe da criança são extremanete presentes e cuidadosos, precisaram ir ao cartório assinar uns documentos e deixaram sua criança por pouco tempo em casa de familiares, casa confiável e segura até então. Muitos na sociedade se preocupam com padrastos e madrastas junto com seus enteados, desconfiança sem fundamento em 99% dos casos, que faz a família sofrer e causa dano ao relacionamento familiar. Nesse caso que vivemos não foi um adulto que trouxe esse mal  a esta indefesa criança e sim um adolescente de 16 anos em quem a pequena criança confiava como primo até que naquele dia ele entrou em um local, chamou pedindo ajuda e em seguida trancou a porta, tirou as roupas pedindo que a criança fizesse o mesmo. A criança muito bem educada por mãe e padrasto, imediatamente gritou e esmurrou a porta e gritou deses-peradamente até o socorro vir, diante da reação da criança o adolescente congelou e nem tentou se vestir e muito menos abrir a porta. Graças a Deus ouviram  logo e arrombaram a porta. E para completar a cena, a mãe e o padrasto chegaram logo a seguir e ainda puderam abraçar a criança que tremia e chorava sem parar. O restante da história vocês devem imaginar: delegacia, processo e essas coisas. E eu morando longe 700k, além de pedir a Deus forças para a família e de me solidarizar; nada pude fazer e nem poderia mesmo, apenas me sentir inútil e isolada, por isso escrevi varias vezes citando e sinalizando estar passando pelo deserto.
Quase  na mesma época veio a minha grave queda e eu vivo um dia de cada vez aguardado lentamente os 2 meses passarem e novamente me consultar para ter certeza de que estou bem, ainda que fique com sequelas, estou viva e desenvolvendo minhas atividades normalmente: Cuidar da casa e da minha família de perto, Dando andamento a meu  Trabalho Editorial, aproveitando as aulas de Zumba, me reintegrado a Yoga e até voltar a andar Bicicleta! É verdade que ainda sinto dores ao pedalar, porém o medico disse que devo prosseguir aos poucos e sempre prestando atenção  Minha grave queda aconteceu dia 06 de agosto e a contagem regressiva começou ai, está quase no fim, graças a Deus.
Nesse mês de setembro, na última semana meu esposo teve uma grave crise de ciático e precisou de repouso nessas duas últimas semanas e o que muito relaxa e alegra a ele é conversar ao telefone com o amigoafilhado, que o leva a gargalhar esquecendo-se das dores por alguns instantes que seja.
Já meu caçula passou os últimos 5 dias cuidando de um resfriado que o deixou acamado até ontem. Cuidados da mãe e do pai, boa alimentação e medicação. A atenção e cuidado deram resultado.
Como se tudo que já narrei não bastasse há duas noites passadas, minha nora sofreu um acidente, simples, coisas do trabalho de Professora Circense que ela exerce desde bem jovem, ao final do expediente uma aluna se desequilibrou na lira ( aquele circulo no alto e que os artistas de circo fazem poses) ao se desequilibrar a professora ao  ajuda-la recebeu um chute na barriga, que não seria tão grave se ela não estivesse grávida do segundo filho e com poucas semanas de gestação. 
Pronto: Eu e Ana Clara ficamos em casa aguardando, e eles incluindo o meu esposo passaram a noite no Hospital, noite e ela em observação e em espera de exame de ultra que somente foi feito as 09 da manhã, depois nova consulta e somente lá pelas quatorze horas ela foi liberada, aliviada por estarem bem ela e o bebê, que  pela ultra cresceu bastante desde a vez que eu vi a outra ultra há um mês.
Ufa! Ainda que eu tenha tentado demonstrar que tudo está normal eu confesso que me cansei bastante pela tensão e atenção redobrada, não somos médicos como diz o silvioafonso, mas somos tios, irmãos, mãe/pai e avós. E assim que meu filho, nora e neta retornaram para casa e para suas vidas eu dei um jeito de dormir por duas horas na tarde de ontem e a noite bem cedo me recolhi.
Hoje como disse, meu caçula já recuperado de volta ao estúdio trabalhando e produzindo seu CD que será lançado em breve.
Meu esposo pelam manhã seguiu para o cartório cuidando de papeladas que a ele cabe cuidar para o bem da nossa Empresa e de nossos clientes  os meus e os dele).
Sou grata aos amigosafilhados mais chegadosqueirmãos,  mesmo distante e sem saberem dessas coisas que compartilho aqui nesse texto, eu tenho certeza  pensavam em nós todo esse tempo com positividade, afeto e carinho. Da mesma forma  como eu e meu esposo fazemos referente a eles todos os dias ao falarmos com Deus e pedindo mantê-los sempre seguros, com saúde e felizes com são.
Em fim seguindo:
E eu já estou criando novamente.
Resolvi registrar esses fatos porque gosto de conversar com vocês querido leitores que me dão a honra de passar por aqui. Quem gosta e tem pouco tempo lê somente a Poesia e quem volta varias vezes pode entrar um pouco na minha vida com a minha apreciação.
Eu Não Sou e não quero nunca ser uma Ilha isolada, Sou como o Mar que tanto amo,
Ele é essa imensidão de água em constante movimento de ir e vir  em ondas, com profundidade, diversidade e muitas vezes esquecemos que o Mar guarda em si, onde nós não vemos um Mundo de Vida.  Não somente Eu sou assim, mas todos os seres que vivem nesse planeta e até em outros.
Catiaho Alc. 22 de setembro de 2016 12:22

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Samuel Balbinot: KUTHUMI



Instrutor do segundo raio real;
Portador das virtudes essenciais;
És o mestre no reino dos cristais
Nos mostrando o caminho principal;

Transmissor da verdade celestial
Para todos os homens primordiais;
Divino mestre que da catedral
Celeste vem guiando a nós mortais;

Ó bem amado mestre… que o caminho
Da iluminação seja revelado
Por ti e por Jesus num pergaminho;

Kuthumi… nos dê a sabedoria
Do teu raio amarelo com dourado…
Nos leve pela estrada da alegria;

Samuel Balbinot 01-02-12 Soneto

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

silvioafonso: VIAJANDO EM OUTROS VERSOS.




No labirinto das minhas alucinações eu caminhei por entre grandes nomes da história. Com eles discuti suas obras para tecer comentários sobre aqueles renomados que deixaram suas vidas em detrimento da literatura e da ciência. Voltei à terra de "Ulisses" de Homero com a sua "Guerra de Tróia" e de "Eneida", de Virgílio. Na Itália foi que eu repousei entre os trabalhos de Petrarca. Em Portugal terminei por envolver-me na vida de Camões, mas foi du Bocage quem levou-me à Inglaterra onde namorei sob os sonetos shakespearianos. Foi uma viagem de conhecimento e de loucura, mas nada se comparou a minha chegada à Pátria onde eu nasci. Cheguei cansado para me jogar nos braços de Bilac, e nos de Cecília eu versei Chico e cantei Caymmi. Reli Machado, Augusto dos Anjos, Vinícius e com os versos de Drummond, sem querer, adormeci.
silvioafonso





                                                                                     


domingo, 18 de setembro de 2016

Cada Um com seu Cada Um.


Porém se não paramos para perceber a vida, a morte sabe muito bem como puxar nossa atenção e acender nossa lembrança.
Como Editora Eu trabalho em casa, tenho uma sala pequena mas reservada que chamo de meu escritório.
Lá estava Eu quietinha, trabalhando, quando a página do MSN na tela atualizou e apareceu a notícia: ator desaparecido. Me desloquei até a sala e falei para meu esposo e meu filho caçula: -O Domingos está desaparecido, vi no MSN agora. Meu filho riu e disse: - Ele deve estar em uma ilha paradisíaca, logo aparecerá. Voltei ao trabalho e logo fui chamada de volta a sala, onde perplexos assistiam a notícia da confirmação do desaparecimento e já das buscas ao ator que havia mergulhado no rio apos  almoço e não havia voltado. 
O silêncio tomou nossa sala. Mais uma vez voltei ao escritório, terminei o que fazia, fechei o expediente e me dediquei a outras atividades na casa. Mais tarde, já noite voltei a sala para o lanche, a  notícia da morte havia sido confirmada:  meu filho transtornado tinha as mãos no rosto, os olhos em lágrimas repetia - Ah Domingão, logo agora que você é protagonista! É tão raro um  protagonista na sua idade e ainda mais circense. -E o circo? Como vai ser o Laminima e o Zanni? Quem vai juntar todo mundo como você fez até aqui? 
https://www.youtube.com/watch?v=-MFWQzjtW8w
https://www.youtube.com/watch?v=Tj49DncKUHs
E uma após outra as lembranças foram aflorando e nosso filho citou como foi bom ter tido a oportunidade de ter trabalhado com ele algumas vezes durante a turnê do espetáculo Oceano da Cia Parlapatões.
Os links desses vídeos são do espetáculo:
https://www.youtube.com/watch?v=Mu2ugRDhgcQ
https://www.youtube.com/watch?v=Ra2CuoTNBQo
https://www.youtube.com/watch?v=RGI7bTFyAlE
A noite veio e aos poucos quando a mente e a emoção se fez calmaria, pois não há como brigar com a morte mesmo, durante o café da manhã, em um suspiro meu filho disse: - Ah Domingão, fez bem, se foi com saúde e no auge, azar o nosso que te perdemos. Pena que somente agora que você foi, é que q dirão o quanto foda você era no cenário artístico brasileiro. - E disse para nós -Pai e Mãe que bom que vocês me deram o exemplo de dizer as pessoas o seu valor todo tempo. Mas pena Domingão que não vamos mais nos encontrar pelos circos da vida e nem por Sampa...
E eu que já havia separado um texto para  publicar aqui hoje, rapidinho peguei o lep top e li para ele e para meu esposo  o significativo texto dos índios.
Deixo aqui o texto ...
https://www.curtamais.com.br/goiania/a-emocionante-mensagem-dos-indios-sobre-domingos-montagner
“Por que estão querendo trazer a alma dele de volta? Ele nasceu de novo hoje. Ele se tornou um novo protetor do rio São Francisco, que estava tão esquecido. Porque esse rio não pode morrer. A novela contou todos os mistérios do rio e esse é mais um deles. Mas ele se tornou um ser de luz, pois a água não tira a vida, ela dá a vida. Fiquem felizes pela alma dele, pois quando ele entrou no rio se despediu do corpo e alma, nasceu em um mundo melhor. Algum dia os brancos irão entender isso. Então, temos que fazer um ritual para que os brancos entendam e sejam fortes, pois ele está bem. Ele agora é um protetor do rio São Francisco”

Publico Abaixo os comentários de queridos amigos leitores que me dão a honra dessa  troca.
E Bandys, o texto que você cita no comentário eu separei desde que ele virilizou na internet para publicar aqui hoje nessa postagem.
Sou eternamente Grata pelo respeito que Vocês tem tanto a minha pessoa quanto ao que eu escrevo.
Dessa forma viro mais essa página...


1-100 de 15535 
Boa noite Catia! É muito mais difícil aceitar a partida de alguém quando somos pegos de
 surpresa assim...mas a vida jamais nos garantiu que não nos faria surpresas, aliás, 
ela é a maior autora de suspense.
 Parece-me que o autor procurou o rio, de todas as maneiras, e foi ele o espelho encantado
 que o levou para o lado espiritual. Uma morte épica, digna de um artista...
triste, para quem fica,  porém se foi chegada a hora dele renascer do outro lado, 
só podemos humildemente orar para que ele tenha chegado com a alma em paz.
Um feliz domingo!
 Bíndi e Ghost Beijos em Sinto assim... desse jeito.
em 17/09/16
Essa foi a notícia mais triste neste ano,querida amiga Catia.
 A vida imitou a arte,mas o final não foi tão feliz como na novela.
Querida.Obrigada pela visita e volte sempre.Já a sigo aqui e foi difícil
 acessar seu blog porque estou sem computador,só com o celular e
 a tela dele é muito pequena e pouco enxergo.
 Por isso,estou retribuindo as visitas vagarosamente.
Beijos sabor carinho e lindo fim de semana Donetzka 
Beijos em Sinto assim... desse jeito.
em 17/09/16
Fico com o texto dos indios. “Por que estão querendo trazer a alma dele de volta?
 Ele nasceu de novo hoje. Ele se tornou um novo protetor do rio São Francisco, que estava tão 
esquecido. Porque esse rio não pode morrer. A novela contou todos os mistérios do rio e esse é 
mais um deles. Mas ele se tornou um ser de luz, pois a água não tira a vida, ela dá a vida
. Fiquem felizes pela alma dele, pois quando ele entrou no rio se despediu do corpo e alma,
 nasceu em um mundo melhor. Algum dia os brancos irão entender isso.
 Então, temos que fazer um ritual para que os brancos entendam e sejam fortes, 
pois ele está bem. Ele agora é um protetor do rio São Francisco”.
 Beijos em Sinto assim... desse jeito.
em 17/09/16
Boa tarde Triste acontecimento. Em Tiago 4:14 diz o seguinte:;Digo-vos que não
sabeis o que acontecerá amanhã. Por que, que é a vossa vida? É um vapor que aparece por
 um pouco, e depois se desvanece." A verdadeira vida é a eterna, Cristo foi preparar
 lugar e este lugar está reservado para todos aqueles que o recebem com Salvador.
Um forte abraço. em Sinto assim... desse jeito.
em 17/09/16
Fiquei triste, como se alguém de meus círculos de conhecidos tivesse ido embora.
Uma morte estúpida. Parece que toda morte é estúpida quando acontece desta forma.
 em Sinto assim... desse jeito.
em 17/09/16

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Sinto assim... desse jeito.

Aprendi desde cedo não somente a me por no lugar do outro bem como a respeitar e a considerar a dor dos outros. Nada minimiza a dor da perda seja de quem for e pelo motivo que seja.                                                   Deixo aqui as frases de John Donne que conheço e repito desde 1979, quanto eu ainda era só uma menina. e tenho até um blog com o título
de uma delas. Depois de buscar e  ter a autorização devida, deixo abaixo das frases/citação,  o belo e singular texto da Ingra da Rosa. Grata Ingra, por me permitir publicar aqui. Catiaho Alc. sexta feira, 16 de setembro de 2016
Frases/Citação:
(...)Nenhum homem é uma ilha isolada; cada homem é uma partícula do continente, uma parte da terra; se um torrão é arrastado para o mar, a Europa fica diminuída, como se fosse um promontório, como se fosse a casa dos teus amigos ou a tua própria; a morte de qualquer homem diminui-me, porque sou parte do gênero humano. E por isso não perguntes por quem os sinos dobram; eles dobram por ti.(...)John Donne

Pois é... Texto de Ingra da Rosa
"O moço bonito brincou de cair no rio uma vez, mas era faz de conta, era fábula, o público tava todo esperando ele voltar pra aplaudir de pé, e o autor, com gosto, escreveu que o moço voltava. Só que o moço não resistiu ao encantamento do rio e mergulhou de novo. E o rio, apaixonado, tomou a caneta da mão do autor e abraçou o moço pra ter o espetáculo só pra si.
Ê, Chico, contigo não se brinca mesmo, tu anda maltratado, mas que ninguém duvide da tua força, , meu véi.
Eu? Ah, eu despedaçada. Eu de boca aberta e olhos arregalados. Porque a ficção das ficções não chega aos pés desse mundo que a gente leva a sério. Então, o protagonista também morre? Morre. Na verdade, aqui acontece toda sorte de coisas impossíveis porque acabar, acabar não acaba nunca e a gente vai sendo o personagem dentro do personagem dentro do personagem. Mas, do lado de cá do véu, a gente só enxerga o lado de cá do véu, o lado de cá das cortinas.                                                                                                                                                                          E o grande ator se despede deixando o público suspenso numa metalinguagem de dar vertigem. Diacho de vida doida, diacho de vida linda, ficamos aqui, mergulhados todos, numa realidade limitada e mágica. Como no teatro.
"Ingra da Rosa"

Venho aqui e Olho pro amanhã dessa forma: com ALEGRIA!

Venho aqui e Olho pro amanhã dessa forma: com ALEGRIA!
Já caminhei muito tempo sem me dar conta do quanto é importante o que eu sei, quero e posso. Passei muio tempo dando prioridade a todos ao meu redor. Daqui pra frente meu olhar obedece a uma nova perspectiva, pois minha palavra de ordem é ALEGRIA.Não quero e não vou viver mais um segundo sem esse ingrediente essencial.. Experimentem e depois de contem o resultado. CatiahoAlc, terça feira 05 de janeiro de 2015

Nosso tempo aqui.

Dias online
Postagens
comentários

Total de visualizações de página

Eu sempre entre meus sonhos realizados e meus delírios incessantes...

Eu sempre entre meus sonhos realizados e meus delírios incessantes...