Web Statistics

Minhas Frases preferidas desde sempre:

"A felicidade de um amigo deleita-nos.

Enriquece-nos. Não nos tira nada.

Caso a amizade sofra com isso, é porque (ela a amizade)

não existe."

Jean Cocteau

...

"Saudade é a nossa alma dizendo para onde ela quer voltar."

Rubem Alves

Seres Espelhados Espalhando Sonhos e Delírios como eu

Translate

OBSERVAÇÃO NECESSÁRIA

LEITORESAMIGOS, Vocês já devem ter notado que as Publicações no Espelhando são compostas de mais de um item: Um Texto - Uma Can Cão - uma Poesia - IMagens. Deixo claro que: 1- Sou a única responsável pelas publicações 2- e seus conteúdos. 2- OS Itens das Publicações é para que CADA UM AMIGOLEITOR SÓ LEIA O QUE DESEJAR: OU O TEXTO (CON VERSA) OU A POESIA (COM VERSOS) OU OUÇA A MÚSICA (CAN ÇÃO) OU AS IMAGENS (FOTOS). CONTO COM A COMPREENSÃO DE VOCÊS QUERIDOS LEITORESAMIGOS CatiahoAlc.

terça-feira, 28 de abril de 2020

ConVersa



Desde o último mês de dois mil e dezenove  Eu tive a certeza que o cenário ia mudar,
mas não tinha noção de mudar somente a minha Vida, mas sim a Vida de TODO MUNDO,  a Vida do MUNDO ou ou melhor de TODO O MUNDO! Nõ importa se me me repeti, é assim que quero me expressar. E mudou, e para algo ainda sem uma explicação clara, além de ser uma questão de SAÚDE PÚBLICA. Como já escrevi aqui  logo no início em mais um pouco de uma semana, tive um susto, depois um entristecimento por ter  privado meu direito do ir e vir. A seguir despertei como que de um pesadelo, mas o acordar ele não passou e o impacto de tanta gente doente e de tanta morte me fez conseguir reagir. Minha situação era tão assustadora que se alguém me ligasse ao atender o telefone eu caia em um choro que me impedia de falar com quem quer que me ligasse. Há uma orientação de criarmos uma rotina, mas a minha era acordar, arrumar café, depois limpar exaustivamente a casa, cozinhar, ver filmes e dormir e dormir. 
Essa não sou Eu. 
Quando dei por mim entendi que sobreviver é mais que tudo.
Assim voltei a minha vida e percebi que preciso estar pronta para o novo tempo que é o tempo dos sobreviventes.
Voltei a escrever, a interagir nos Blog e a Criar. A Vida é assim: Seguir em frente apesar dos contra tempos.
Sou grata por todos que Leem aqui pois é assim que podemos somar para um tempo Melhor e mais Possivel.
CatiahoAlc.

TEXTO INSPIRADO NO 'MEU' PÉ DE MARACUJÁ, EM SUA FLOR E NO AMOR MEU



Ela e Ele e a Flor de Maracujá

Desde o último mês de dois mil e dezenove  Eu tive a certeza que o cenário da minha Vida ia mudar,
mas não tinha noção de mudar somente a minha Vida, mas sim a Vida de TODO MUNDO,  a Vida do MUNDO ou ou melhor de TODO O MUNDO! Não importa se me me repeti, é assim que quero me expressar. E mudou, e para algo ainda sem uma explicação clara, além de ser uma questão de SAÚDE PÚBLICA. Como já escrevi aqui  logo no início em pouco mais de uma semana, tive um susto, depois um entristecimento por ter  privado meu direito do ir e vir. A seguir despertei como que de um pesadelo, mas o acordar ele não passou e o impacto de tanta gente doente e de tanta morte me fez conseguir reagir. Minha situação era tão assustadora que se alguém me ligasse ao atender o telefone eu caia em um choro que me impedia de falar com quem quer que me ligasse. Meu filho mais velho que mora em outro bairro, fazia transmissões vermos as duas netas e e Eu saía de perto e ia chorar até cansar, vergonhosa minha fragilizada, mas era minha realidade.
Há uma orientação de criamos uma rotina, mas a minha era acordar, arrumar café, depois limpar exaustivamente a casa, cozinhar, ver filmes e dormir e dormir, quando me entristeço essa é minha reação. Todavia essa não sou Eu. Consegui reagir, consegui falar com minhas netas, voltei ao trabalho literário, voltei a falar com as pessoas e a interagir aqui pela Blogfera. 
Todo esse texto é pra dizer a Vocês que me dão a alegria de lerem aqui que não se deixar fazer de refém dessa situação. Pois o medo e a tristeza são canais para a depressão e essa devasta a gente e abre as portas para a baixa da Imunidade.
Tenho tido a alegria de ver: meu jardim florescer, meu pé de maracujá frutificar e as pessoas que passam na rua se admirarem com a beleza desse simples pedaço de terra cuidado. Sem contar que nas janelas pelo lado de fora eu cuido das orquídeas e a maior de todas resolver florescer nesse tempo tão difícil. Se a natureza pode reagir em favor da Humanidade porque nós gente da escrita não podemos?
Podemos sim. Uma hora essa coisa toda vai ter que passar. Então vamos cuidar de nós em primeiro lugar e ao mesmo tempo cuidar dos nossos, seja animando, seja escrevendo; mas sempre positivamente. O Mundo não será o mesmo depois disso tudo. Muito menos nós seremos as mesmas pessoas, precisamos ser melhores como gente, como familiar, como amigos e no que for possível melhorarmos. Minha ConVersa aqui  NÂO é maxima de nada para ninguém além de mim mesma;
mas é minha forma de expressão.
Em meio as atividades do dia, quase à tardinha um vento mudou o cenário de dia aberto e iluminado pelo  sol para dia fechado, cinza. Logo começou a garoa que foi engrossando aos poucos. Ela não se
contendo largou tudo que estava fazendo, muniu-se do material de jardinagem, pôs um vestidinho bonito, amarelo de saia bem rodada, descalça no jardim  entregou-se de corpo e alma aos cuidados com as plantas. Remexeu a terra, tirou ervas daninhas, podou a goiabeira e a laranjeira, verificou as flores em geral. Nas roseiras eram tantos os botões quase prontos para abrirem que ficou emocionada. Com as mãos ocupadas foi que  num redemoinho o vento apressou-se em levantar a saia do vestido cobrindo seu rosto mas em compensação deixou todo o resto à mostra, pois nada mais usava. Da mesma forma como o vento levantou o vestido, ele o deixou descer, nesse momento Ela teve a impressão de ouvir um aplauso, assustada olhou para fora da grade na tentativa de ver o tamanho da vergonha, ufa! ninguém indo ou vindo, deve ter sido impressão.
Assim prosseguiu, e foi debaixo do pé de maracujá que se deu conta: se na calçada não havia ninguém pois chovia e somente ela estava ali, do outro lado da rua no prédio em frente um desconhecido expectador debruçado na janela sorria satisfeito deliciado com a visão que tivera. 
Então Ela tirou uma flor de maracujá, saiu de debaixo da planta suspensa e em um gesto ofereceu ao que a contemplava, a colocou nos cabelos molhados e com um aceno pôs-se de costas e sem cuidado algum  voltou a mexer na terra; como se ninguém a contemplasse...

FRUTOS DESSE TEMPO:
PRESENTE PARA MINHA VIDA DE HUMILDE POETA EDITORA
São Estudo da Artista e Escritora Maria Azevedo; 
à partir de um Vídeo com Imagens do meu pé de Maracujá.


ESSA É A TELA FINAL QUE VEREI SOMENTE APÓS 
O FINAL DA QUARENTENA ...





sábado, 25 de abril de 2020

Muito de quase nada

Depois de tanta estrada
O caminho é só "caminho"
e as distâncias  
só parte do percurso.
As lembranças somente 
marcas deixadas quase ao acaso
sem maiores intenções.
Os sonhos compartilhados
ao longe vão ficando
como simples "devaneio"...
Mesmo que tudo seja bom
e que tudo seja
 "perfeito"
Viver é muito 'disso',
com 'pouco' daquilo 
 e 'quase nada'
do que de fato 
se gostaria que fosse
ou do que na 'verdade'
 'pode ser'...
CatiahoAlc./Reflexo d'alma 
21070100027
CANÇÃO

IMAGENS 
EU POR MIM MESMA APRENDI A ME AMAR E 
CONFESSO ESTAR SENDO MUITO BOM ME PRIORIZAR.

Eu na Pria de minha Pasargada e essa imagem se tornou capa do meu 1º Livro
Essa arte é do amigo Marcelo Martins de quem tenho saudades. e guardo lembranças lindas.


Eu na linda Praia do Jucu

Eu na Fábrica de chocolates Garoto e a orelha que aparece  é do Alfredo,
 amigo lindo  que tenho saudades. Essa imagem se tornou capa d eum dos meus Livros.
Essa imagem é lembrança de um lindo passeio com meus amados amigosafilhados
 a Rio das Ostras/RJ.
Acordei cedinho e fui escrever.

Minha 1a Flor de Maracujá que hoje me brinda com mais de 15 frutos saudáveis
e ja foi tema de um conto que está publicado no Blog Delas&Deles.






quarta-feira, 22 de abril de 2020

A QUE PONTO EU CHEGUEI...


Isto não é uma invasão, busca e apreensão, 
mas uma parada para uma água de coco na Pedra do Arpoador. 
 Portanto, relaxem, mas não proíbam que eu critique 
os versos do primo de Manuel Bandeira e
 os esboços do sociólogo Gilberto Freire 
se a minha intenção não é senão  
esquecer o Ponto Gê da mulherada. 
Eu já cansei de gritar aos sete cantos 
os pontos que a mulher se permite ter.  
Procurei dois dedos acima, dois e meio abaixo, 
fui para um e outro lado e... nada. 
Nada além das convulsões  que a ela acometo. 
Mas, e o ponto Gê, onde fica?  
Eu, que tenho tempo e perspicácia 
já procurei olhando de perto, 
passando a mão e até perguntando, 
mas ninguém me explica. 
Aliás, eu acho que a mulher é 
o próprio Ponto tão falado e cobiçado. 
Ponto e vírgula, ponto de interrogação, 
exclamação, dois pontos e final. 
Nada faz sentido se o ponto Gê da mulher querida
 não for esquadrinhado, esmiuçado 
e se não for encontrado continua pretendido. 
Foi por isso que  resolvi criticar os versos 
de quem diz que pode provar que existam, 
pois, como diz, está aí a qualquer vista,
 e a qualquer prova.







DIOGO  NOGUEIRA E MOSKA (PAULINHO MOSKA)
SAMBA PROS POETAS


IMAGENS DO NOSSO LUGAR
NESSA QUARTA FEIRA DE ABRIL
IMAGENS DE WKMUNDO/WALLACEKYOSKY'S


 ESSA IMAGEM É O FUNDO DESSE BLOG 



POESIA
Hoje
Hoje o sol brilhou
 mas não la fora
Ele brilhou aqui dentro do meu peito
A lua e as estrelas também 
derramaram seu brilho
Mas não lá no amplo céu e sim
 dentro desse mesmo peito
A brisa soprou de leve
 mas nada saiu do lugar
Só que dentro de mim 
um vendaval se fez
Sou um misto de encanto e saudade
Me encanto por tanto 
que sinto prazer incontido
Mas a saudade 
me consome de tal forma
Que o ar me falta 
e tudo se mistura aqui dentro
Sou esse Ser
 que pode explodir
 a qualquer momento
Tanto de muito 
quanto de pouco
Isso é saudade em mim
CatiahoAlc.
Parceria e Poesia
290520082236






domingo, 19 de abril de 2020

O Mundo e Simplicidade e RealidadexSanidade



Simplicidadade

É abrir os olhos
Para constatar que o novo dia
Já raiou
Não importando se
Sol ou se chuva
Mas ali esta ele
Com toda força
Simplicidade
É sorver  um gole 
De água fresca saciando
A sede
Logo de imediato
A vida é assim
Bela em
Sua
Explícita
Simplicidade
CatiahoAlc./ReflexodAlma
entre sonhos e delíriosI

IMAGENS 
BELEZA DA NATUREZA


REALIDADE 
Meu corpo começou a sinalizar a necessidade de caminhar 
vendo a paisagem e ouvindo o som das ondas.
Passei a sair  muito cedo assim que o dia clareia e tenho caminhado
por ruas desertas, calçadas vazias bem como areia seca e areia molhada bem a beira da água. Não tenho encontrado com ninguém,
nem parado ou conversado: apenas vou, caminho o tempo necessário, por último entro no Mar, faço alongamento e volto para casa, entro deixo meu calçado do lado de fora, tomo meu banho frio. A casa? Silenciosa ainda dorme. Aos poucos o dia vai
tomando forma e e Eu me sinto em paz com meu corpo, com minha saude fisica e mental e na certeza que me preservei e preservei meu semelhante, seja ele quem for. Aliás esse procedimento meu que pode parecer novo não é, pois nunca caminho ou corro ou mesmo vou a praia para me confraternizar, vou para me exercitar. Para lazer vou sim mas quando meus amigos vem de longe e juntos
vamos rir e brincar enquanto tomamos nossas bebidas.
Bons dias para todos.
CatiahoAlc./ entre realidade e sanidade










quinta-feira, 16 de abril de 2020

Cuidemos de Nós especialmente HOJE


Bem minha proposta 
é de que nos posionemos
firmes,
 com garra e com vontade
 pelo que queremos e desejamos.
Vamos estar preparados ainda que 
algo tente nos tomar a 
Felicidade,
Harmonia,
a
 Paz,
 a
 Alegria
 ou qualquer outra coisa 
que nos foi presenteada.
Que nos portemos exatamente como os caes 
ao sentirem-se ameaçados 
de perderem seu alimento
 seja ele qual seja,
 até mesmo um pedaço de pão velho.
É deles, e cuidam e não permitem se quer o risco.
Hoje sejamos feras raivosas.
Cuidemos de nosso bem: Nós.
De nossa
 Vida 
que é nossa maior 
Conquista.
Nada 
nem 
Ninguém 
deve ser 
empecilio.
Não 
Hoje 
e
 assim dever a 
Cada
 Novo
Hoje.
CatiahoAlc./Reflexo d'Alma 
1412070949

CANÇÃO ATUAL PARA TODOS NÓS HOJE:
JOÃO ALMEIDA HPA ALGUNS ANOS PASSADOS EXPRESSOU SER A 
QUE REPRESENTA NOSSO  'AL'
SAMBA DA BENÇÃO 
BANDEN PAWUEL E VINÍCIOS DE MORAES



IMAGENS
AS PLANTAS NAO SE RENDEM 
A ADVERSIDADE DESSE TEMPO
E PROSPERAM
HOJE


ACEROLEIRA
EU PLANTEI DESDE A SEMENTE
E SOU GUARDIà
E TIREI 
ESSAS FOTOS HOJE (5a FEIRA)  NESSA TARDE 


PLANTA GUARDIÃ NA  CALÇADA

BAMBU JAPONÊS
SOB MIMHA GUARDA
 HÁ MAIS DE 20 ANOS


E O JOVEM DA FAMÍLIA:
O MARACUJÁ
 OU SEJA
OS MARACUJÁS









terça-feira, 14 de abril de 2020

POR AMOR



Eu já vi gente chorar por amar demais. 
Já vi quem deixou de lado a família, os estudos e o trabalho para se dedicar única e exclusivamente aos animais; por amor.  
Já vi quem abrisse mão da vida boa que levava. 
Abandonasse o seu quarto com tudo do bom e do melhor, assim como deixou seus pais, a fortuna a que tinha direito e foi morar com os pobres, vagabundos. Por amá-los. 
Eu já vi gente adoecer e ser levado ao óbito. 
Por amor. 
Já vi alguém sofrer a dor da morte nas mãos de 
malfeitores por defender um mendigo que apanhava,
 simplesmente por amá-lo. 
Hoje eu concluo que a família de quem sou 
amigo é mais minha amiga do que eu imaginava.  
Uma família de ideias e idade maduras 
que sabe o que  pensa e o que quer. 
Gente que sofreu para criar e desviar os filhos dos
 caminhos fáceis e perigosos. 
Pessoas capazes de distinguir a verdade da pegadinha. 
De encontrar o bom entre os maus e de rezar por 
quem não acredita em Deus.  Uma família
 que discute e briga entre si buscando melhorar. 
Uma família que Jesus abençoou por ter na
 sua formação pessoas condescendentes. 
Isso é amor.
Com base no que aqui foi dito, eu vi, vejo e 
verei sempre que os meus olhos me permitirem, 
pessoas cantando versos, dizendo prosa
 e até sofrendo enclausuradas em si. 
Por amar o seu próximo e a natureza.



CANÇÃO COM
JORGE ARAGÃO
               AVE MARIA 
                 


IMAGENS 
BELEZAS DE UM JARDIM
E O VERDE DE NOSSA ESPERANÇA 
DE QUE LOGO TUDO FICARÁ BEM NOVAMENTE










Pra mim

Cada palavra
 pensada
São sementes de
 versos
Aguardando ganhar o
 mundo
Pra  só depoi
germinar
Virando poesia
espalhando 
livremente versos 
ao léu
Pra mim é simples
assim
CatiahoAlc./Reflexod'Alma


quinta-feira, 9 de abril de 2020

Mesmo

Quando  não escrevo
Eu penso Poesia
É uma das
Forças que
Me move
Comove
E impulsiona
Com ela o impossível
Se mostra
Se faz
E se desfaz
É por ela que a
 Vida
Passa
Perpassa
Transpassa
E com ela que a
Vida
Em palavras
Bela se
 Faz
Pra mim viver
 É
Simples
Assim
Mesmo

CatiahoAlc./Reflexod'Alma

08121011015
101120150815
CANÇÃO COM OS TRIBALISTAS
DIÁSPORA


SOMENTE TENHO ACESSO A ESSAS  IMAGENS
PRIMEIRO SOU GRATA A DEUS POR MINHA IRMÃ CAÇULA ANA CLAUDIA 
ESTAR NA BATALHA POR NÓS TODOS COM ENFERMEIRA QUE PRECISOU
FICAR ISOLADA DA FAMÍLIA DENTRO DE CASA ATÉ QUE SAISSE O RESULTADO
PARA ESSE VÍROS, E QUE PARA O BEM DELA, DA FAMILIA E DOS PACIENTES
DEU RESULTATO POSITIVO

MINHA GRATIDÃO A TODOS OS PROFISSIONAIS DE TODAS AS ÁREAS
QUE BATALHAM  ARDUAMENTE POR TODOS NÓS
EM TODOS OS CANTOS DO MUNDO



















E O PENSAMENTO DELES É ESSE

.

Ei!

O que estou escrevendo aqui NÃO É PESSOAL E NÃO SE

REFERE A NINGUÉM DA VIDA VIRTUAL E SIM DOS MEUS VIZINHOS

DE BAIRRO, OK?

Escrevo aqui para me expressar somente. Penso que estamos vivendo mais um dia e que devemos ser gratos a Deus e aproveitarmos todo aprendizado que esse dia nos trouxer. Devemos: usar máscara, mesmo os já vacinados , usar álcool gel, lavar as mãos ao chegarmos da rua, deixarmos os sapatos do lado de fora até serem limpos, evitarmos contato físico com pessoas que não vivem no mesmo recinto, evitar viajar (sem ser necessário) viajar a lazer nem pensar, não é hora de lazer, ainda que secos para tal estejamos. Eu ando com muita saudade dos meus amigosafilhados, das minhas irmãs e meu cunhado e de ver minha casa no RJ que está fechada desde janeiro de 2020, quando lá estive. Uma coisa tem me chamado muito a atenção: Parece que já terem sido contaminados e terem sobrevivido e a possibilidade da vacina, já deu a algumas muitas pessoas a ideia de estarem totalmente livres de contaminação, bem como os que já tomaram a vacina e passaram a ficar descuidados. Isso me preocupa muito. Estou reclusa em casa com meu marido e filho caçula há mais de 1 ano, vejo muito pouco meu filho mais velho, esposa e filhas que moram na cidade vizinha. Detesto não me sentir livre para ir e vir e mesmo para caminhar na orla que fica ha 3 ruas da minha casa. Vamos resistir mais um pouco, vamos preservar nossa saúde física e mental o mais que pudermos. Por hoje é o que eu penso; caso entendam que eu esteja errada: me perdoem. Bjins de bons dias a todos. CatiahoAlc.

Postagens mais visitadas

Atua LIz Ações