Seres Espelhados Espalhando Sonhos e Delírios como eu

Translate

terça-feira, 28 de abril de 2020

ConVersa



Desde o último mês de dois mil e dezenove  Eu tive a certeza que o cenário ia mudar,
mas não tinha noção de mudar somente a minha Vida, mas sim a Vida de TODO MUNDO,  a Vida do MUNDO ou ou melhor de TODO O MUNDO! Nõ importa se me me repeti, é assim que quero me expressar. E mudou, e para algo ainda sem uma explicação clara, além de ser uma questão de SAÚDE PÚBLICA. Como já escrevi aqui  logo no início em mais um pouco de uma semana, tive um susto, depois um entristecimento por ter  privado meu direito do ir e vir. A seguir despertei como que de um pesadelo, mas o acordar ele não passou e o impacto de tanta gente doente e de tanta morte me fez conseguir reagir. Minha situação era tão assustadora que se alguém me ligasse ao atender o telefone eu caia em um choro que me impedia de falar com quem quer que me ligasse. Há uma orientação de criarmos uma rotina, mas a minha era acordar, arrumar café, depois limpar exaustivamente a casa, cozinhar, ver filmes e dormir e dormir. 
Essa não sou Eu. 
Quando dei por mim entendi que sobreviver é mais que tudo.
Assim voltei a minha vida e percebi que preciso estar pronta para o novo tempo que é o tempo dos sobreviventes.
Voltei a escrever, a interagir nos Blog e a Criar. A Vida é assim: Seguir em frente apesar dos contra tempos.
Sou grata por todos que Leem aqui pois é assim que podemos somar para um tempo Melhor e mais Possivel.
CatiahoAlc.

TEXTO INSPIRADO NO 'MEU' PÉ DE MARACUJÁ, EM SUA FLOR E NO AMOR MEU



Ela e Ele e a Flor de Maracujá

Desde o último mês de dois mil e dezenove  Eu tive a certeza que o cenário da minha Vida ia mudar,
mas não tinha noção de mudar somente a minha Vida, mas sim a Vida de TODO MUNDO,  a Vida do MUNDO ou ou melhor de TODO O MUNDO! Não importa se me me repeti, é assim que quero me expressar. E mudou, e para algo ainda sem uma explicação clara, além de ser uma questão de SAÚDE PÚBLICA. Como já escrevi aqui  logo no início em pouco mais de uma semana, tive um susto, depois um entristecimento por ter  privado meu direito do ir e vir. A seguir despertei como que de um pesadelo, mas o acordar ele não passou e o impacto de tanta gente doente e de tanta morte me fez conseguir reagir. Minha situação era tão assustadora que se alguém me ligasse ao atender o telefone eu caia em um choro que me impedia de falar com quem quer que me ligasse. Meu filho mais velho que mora em outro bairro, fazia transmissões vermos as duas netas e e Eu saía de perto e ia chorar até cansar, vergonhosa minha fragilizada, mas era minha realidade.
Há uma orientação de criamos uma rotina, mas a minha era acordar, arrumar café, depois limpar exaustivamente a casa, cozinhar, ver filmes e dormir e dormir, quando me entristeço essa é minha reação. Todavia essa não sou Eu. Consegui reagir, consegui falar com minhas netas, voltei ao trabalho literário, voltei a falar com as pessoas e a interagir aqui pela Blogfera. 
Todo esse texto é pra dizer a Vocês que me dão a alegria de lerem aqui que não se deixar fazer de refém dessa situação. Pois o medo e a tristeza são canais para a depressão e essa devasta a gente e abre as portas para a baixa da Imunidade.
Tenho tido a alegria de ver: meu jardim florescer, meu pé de maracujá frutificar e as pessoas que passam na rua se admirarem com a beleza desse simples pedaço de terra cuidado. Sem contar que nas janelas pelo lado de fora eu cuido das orquídeas e a maior de todas resolver florescer nesse tempo tão difícil. Se a natureza pode reagir em favor da Humanidade porque nós gente da escrita não podemos?
Podemos sim. Uma hora essa coisa toda vai ter que passar. Então vamos cuidar de nós em primeiro lugar e ao mesmo tempo cuidar dos nossos, seja animando, seja escrevendo; mas sempre positivamente. O Mundo não será o mesmo depois disso tudo. Muito menos nós seremos as mesmas pessoas, precisamos ser melhores como gente, como familiar, como amigos e no que for possível melhorarmos. Minha ConVersa aqui  NÂO é maxima de nada para ninguém além de mim mesma;
mas é minha forma de expressão.
Em meio as atividades do dia, quase à tardinha um vento mudou o cenário de dia aberto e iluminado pelo  sol para dia fechado, cinza. Logo começou a garoa que foi engrossando aos poucos. Ela não se
contendo largou tudo que estava fazendo, muniu-se do material de jardinagem, pôs um vestidinho bonito, amarelo de saia bem rodada, descalça no jardim  entregou-se de corpo e alma aos cuidados com as plantas. Remexeu a terra, tirou ervas daninhas, podou a goiabeira e a laranjeira, verificou as flores em geral. Nas roseiras eram tantos os botões quase prontos para abrirem que ficou emocionada. Com as mãos ocupadas foi que  num redemoinho o vento apressou-se em levantar a saia do vestido cobrindo seu rosto mas em compensação deixou todo o resto à mostra, pois nada mais usava. Da mesma forma como o vento levantou o vestido, ele o deixou descer, nesse momento Ela teve a impressão de ouvir um aplauso, assustada olhou para fora da grade na tentativa de ver o tamanho da vergonha, ufa! ninguém indo ou vindo, deve ter sido impressão.
Assim prosseguiu, e foi debaixo do pé de maracujá que se deu conta: se na calçada não havia ninguém pois chovia e somente ela estava ali, do outro lado da rua no prédio em frente um desconhecido expectador debruçado na janela sorria satisfeito deliciado com a visão que tivera. 
Então Ela tirou uma flor de maracujá, saiu de debaixo da planta suspensa e em um gesto ofereceu ao que a contemplava, a colocou nos cabelos molhados e com um aceno pôs-se de costas e sem cuidado algum  voltou a mexer na terra; como se ninguém a contemplasse...

FRUTOS DESSE TEMPO:
PRESENTE PARA MINHA VIDA DE HUMILDE POETA EDITORA
São Estudo da Artista e Escritora Maria Azevedo; 
à partir de um Vídeo com Imagens do meu pé de Maracujá.


ESSA É A TELA FINAL QUE VEREI SOMENTE APÓS 
O FINAL DA QUARENTENA ...





10 comentários:

  1. Maravillosa entrada, Catiaho. Cuídese mucho para el Nuevo Tiempo donde usted brillará.

    Abrazo grande.

    ResponderExcluir
  2. "Feliz da vida", que lindo ouvir isso, maracujá bem assim, nascendo o fruto em seu jardim!
    Estamos todos sem nem sequer imaginar como tudo isso está acontecendo minha amiga!
    Parece que estamos vivendo um pesadelo e esperando poder acordar!
    Temos de ir em frente com fé em podermos nos cuidar, estarmos em casa, pois ainda é o lugar que nos dá a proteção.
    Somos seres sociais, queremos de novo ter o contato com todos, vamos torcendo e fazendo a mente pensar em coisas boas para não cairmos em depressão!
    Beijos e abraços bem apertados minha amiga, se cuide e fique bem!

    ResponderExcluir
  3. As grandes incógnitas agora são o quando e como sairemos desta pandemia.
    Bjs, bfds

    ResponderExcluir
  4. Bom dia:- Nada de desanimar, Temos que acreditar que... TUDO VAI FICAR BEM.
    .
    Saudações amigas
    Cuide-se

    ResponderExcluir
  5. Adorei seu texto! Toda nova situação imposta é difícil de enfrentar, é aos poucos mesmo...Mas não tem outra opção a não ser procurar fazer dos limões, limonada, como fez. Ou suco de maracujá!
    A tela ficou linda, ainda mais com significado.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  6. As incógnitas da vida e os dicotômicos caminhos nos reagir.
    Escrever é um canal de preservação de nossa saúde mental nestes tempos tão controversos
    Beijinhos poéticos

    ResponderExcluir
  7. Gostei de ver a árvore...
    porque aprecio o fruto...

    Saudações poéticas!

    ResponderExcluir
  8. Catia, querida, sei como te sentes sem que eu precise estar em muito aborrecida. Na possibilidade de me infectar com esse desconhecido vírus, fiz um mundinho de faz de conta e nele me inseri bem. Não tenho hora para deitar, nem para levantar, nem para almoçar. Faço tudo quando a fome bater, quando o sono chegar. Está muito interessante essa "ausência de horário", é uma liberdade que nunca experimentei. Eu sempre falei que achava que deveria comer só quando tivesse fome; dormir somente quando o somo batesse. E deu para experimentar agora, sem nenhuma culpa! Os filhos moram em suas casas, apenas eu e Pedro, estamos fazendo o que a quarentena nos permitiu, e digo, é o maior 'barato'. rsss Parece que vivemos noutro mundo. Então estamos fazendo uma quarentena diferente, está dando para aguentar bem. E quando tudo der para voltar ao mais ou menos normal, voltaremos.
    Um beijo, amiga, tente levar mais leve, afinal, o fato de nos sentir vivas já é maravilhoso.

    ResponderExcluir

Que bom que veio, fique a vontade e o quanto desejar.
Se apenas ler; eu gosto. Se comenta: eu adoro!
Volte sempre para os
Bjins e Abraço entre sonhos e delírios
CatiahoAlc./Reflexod'Alma
https://frasesemreflexos.blogspot.com
https://aprendendocomelessempre.blogspot.com/


Selo Parceria&Poesia

Selo Parceria&Poesia
Escritor José Maria Sousa Costa

...

"Saudade é a nossa alma dizendo para onde ela quer voltar."

Rubem Alves


Lançamento Duplo Parceria&Poesia

Lançamento Duplo  Parceria&Poesia
Escritores Catiaho Alc. e Silvio Afonso

ABRINDO AS COMEMORAÇÕES DE ANIVERSÁRIO DO BLOG ESPELHANDO

Aos que por aqui passaram e passarão minha gratidão e...:

Aos que por aqui passaram e passarão minha gratidão e...:
Esse não é o final da nossa historia, mas sim o marco de uma parada

Venho aqui e Olho pro amanhã dessa forma: com ALEGRIA e com ESPERANÇA

Venho aqui e Olho pro amanhã dessa forma: com ALEGRIA e com ESPERANÇA
Já caminhei muito tempo sem me dar conta do quanto é importante o que eu sei, quero e posso. Passei muio tempo dando prioridade a todos ao meu redor. Daqui pra frente meu olhar obedece a uma nova perspectiva, pois minha palavra de ordem é ALEGRIA.Não quero e não vou viver mais um segundo sem esse ingrediente essencial.. Experimentem e depois de contem o resultado. CatiahoAlc, terça feira 05 de janeiro de 2015

.

.

.

Ei!

O que estou escrevendo aqui NÃO É PESSOAL E NÃO SE

REFERE A NINGUÉM DA VIDA VIRTUAL E SIM DOS MEUS VIZINHOS

DE BAIRRO, OK?

Escrevo aqui para me expressar somente. Penso que estamos vivendo mais um dia e que devemos ser gratos a Deus e aproveitarmos todo aprendizado que esse dia nos trouxer. Devemos: usar máscara, mesmo os já vacinados , usar álcool gel, lavar as mãos ao chegarmos da rua, deixarmos os sapatos do lado de fora até serem limpos, evitarmos contato físico com pessoas que não vivem no mesmo recinto, evitar viajar (sem ser necessário) viajar a lazer nem pensar, não é hora de lazer, ainda que secos para tal estejamos. Eu ando com muita saudade dos meus amigosafilhados, das minhas irmãs e meu cunhado e de ver minha casa no RJ que está fechada desde janeiro de 2020, quando lá estive. Uma coisa tem me chamado muito a atenção: Parece que já terem sido contaminados e terem sobrevivido e a possibilidade da vacina, já deu a algumas muitas pessoas a ideia de estarem totalmente livres de contaminação, bem como os que já tomaram a vacina e passaram a ficar descuidados. Isso me preocupa muito. Estou reclusa em casa com meu marido e filho caçula há mais de 1 ano, vejo muito pouco meu filho mais velho, esposa e filhas que moram na cidade vizinha. Detesto não me sentir livre para ir e vir e mesmo para caminhar na orla que fica ha 3 ruas da minha casa. Vamos resistir mais um pouco, vamos preservar nossa saúde física e mental o mais que pudermos. Por hoje é o que eu penso; caso entendam que eu esteja errada: me perdoem. Bjins de bons dias a todos. CatiahoAlc.

.

.

Imagens do Lugar que Amo

Imagens do Lugar que Amo

IMAGEM DO NOSSO LUGAR

IMAGEM DO NOSSO LUGAR

IMAGENS DO MEU LUGAR

IMAGENS DO MEU LUGAR

.

.

GALERIA DA MINHA SAUDADE

MINHA HOMENAGEM A SERES QUE FAZEM FALTA NO MEU/NOSSO DIA A DIA, MESMO NA VIDA VIRTUAL, NÃO É UMA HOMENAGEM SOMENTE IN MEMORIAM, MAS HÁ SERES QUE POR MOTIVOS AVERSOS DEIXARAM DE PUBLICAR; ALGUMAS VEZES POR VONTADE PRÓPRIA E OUTRAS NÃO. UMAS SABEMOS O RAZÃO E OUTRAS NÃO. REFORÇANDO: NESSE TÓPICO EU QUERO REGISTRAR A FALTA QUE FAZEM AO DIA A DIA DESSA MULHER POETA. ESSE É MEU JEITO DE REGISTRAR O QUE SINTO. CatiahoAlc 29 DE ABRIL DE 2021


IMAGEM DO NOSSO LUGAR

IMAGEM DO NOSSO LUGAR

.

.

.

.


E o Tempo segue adiante...

E o Tempo segue adiante...

Selo Parceria&Poesia

Selo Parceria&Poesia
Escritor José Maria Sousa Costa

Verdade

Verdade

.

.

Parceria&Poesia

Parceria&Poesia
Escritor Gilmar Sousa

Deixo aqui minha sugestão de palavras não muito usados e poderão abrilhantar nossos escritos.

Trambolhões masc. plu. de trambolhão tram·bo·lhão (trambolho + -ão) substantivo masculino 1. Queda ruidosa ou aparatosa. = BAQUE, TOMBO, TRALHO 2. [Figurado] Estado de degradação. = DECADÊNCIA, DECLÍNIO 3. [Figurado] Contratempo inesperado. = ADVERSIDADE aos trambolhões • Rebolando durante a queda. • [Figurado] Desordenadamente. andar aos trambolhões • [Figurado] Passar por grandes dificuldades. Palavras relacionadas: cambalhota, palhaça, espalhanço, boléu, rebolão, queda, tombo. "trambolhões", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/trambolh%C3%B5es [consultado em 06-01-2022].

.

.

SERIES ASSISTIDAS EM 2020 DE MARÇO EM DIANTE

  • Manifest
  • O Conto de Aia

Minha Leitura Atual

Minha Leitura Atual
Sugestão do Clube do Livro por Antonio Fagundes - Podercast

FILMES ASSISTIDOS EM 2020 DE MARÇO EM DIANTE

  • PARASITA
  • 1922
  • SILÊNCIO DA CIDADE BRANCA
  • OS HOMENS QUE NÃO AMAVAM AS MULHERES
  • CAROL
  • MOMENTUN
  • LEGADO DOS OSSOS
  • SEM LIMITES
  • ANTES QUE O DIA TERMINE
  • LINHA DE AÇÃO
  • UMA BATALHA DE FÉ
  • ENTREVISTA COM DEUS

LEITURA FASCINANTE

ESTOU LENDO O LIVRO QUE VOCÊ ME DEU(...): PERDAS IRREPARÁVEIS - IRVING SHAW

.LEITURA

.LEITURA

LIDO: O CRIME DO PADRE AMARO - EÇA DE QUEIROZ

Interpretes e suas Canções

  • Rafinha Acústico
  • Benito di Paula
  • Kid Abelha
  • Legião Urbana
  • Capital Inicial
  • Biquini Cavadão
  • Engenheiros do havai
  • Biquini Cavadão
  • Ultraje a Rigor
  • Barão Vermelho
  • Skank
  • !4 Bis
  • Teatro Mágico
  • Moska
  • Titãs
  • Leoni
  • Rita Lee
  • Titãs
  • Ney Matogrosso
  • Teatro Mágico
  • Moska ou Paulinho Moska
  • Lô Borges
  • !4 Bis
  • Banda Eva
  • Elvis Presley
  • Roupa Nova
  • Roberto Carlos

LEITURA

LEITURA

LEITURA atual em andamento : Livro Revelador

LEITURA  atual em andamento : Livro Revelador

.LEITURA

.LEITURA

LEITURA

LEITURA

.LEITURA

.LEITURA

LEITURA

LEITURA

.LEITURA

.LEITURA