Web Statistics

Minhas Frases preferidas desde sempre:

"A felicidade de um amigo deleita-nos.

Enriquece-nos. Não nos tira nada.

Caso a amizade sofra com isso, é porque (ela a amizade)

não existe."

Jean Cocteau

...

"Saudade é a nossa alma dizendo para onde ela quer voltar."

Rubem Alves

Seres Espelhados Espalhando Sonhos e Delírios como eu

Translate

OBSERVAÇÃO NECESSÁRIA

LEITORESAMIGOS, Vocês já devem ter notado que as Publicações no Espelhando são compostas de mais de um item: Um Texto - Uma Can Cão - uma Poesia - IMagens. Deixo claro que: 1- Sou a única responsável pelas publicações 2- e seus conteúdos. 2- OS Itens das Publicações é para que CADA UM AMIGOLEITOR SÓ LEIA O QUE DESEJAR: OU O TEXTO (CON VERSA) OU A POESIA (COM VERSOS) OU OUÇA A MÚSICA (CAN ÇÃO) OU AS IMAGENS (FOTOS). CONTO COM A COMPREENSÃO DE VOCÊS QUERIDOS LEITORESAMIGOS CatiahoAlc.

domingo, 29 de junho de 2014

Maratona Poética- QUALIS VITA, FINIS ITA














Ó páginas da vida... que eu escrevi!
Belos cantos da minha... mocidade...
Feitos na estação colorida... para ti...
Flor do meu coração, rainha... da infelicidade;

É hora da partida... Já vivi
Triste demais nesta cidadezinha... e na idade
Doce do amor vencida... sorri
A minha alma sozinha... a deixar saudade;

Vai ela subindo... lentamente...
Acompanhada de um anjo... de Deus
Ouvindo do violão o arranjo... do adeus;

E vai sorrindo... de contente
Livre das dores... que carregou...
Dores dos amores... que sonhou;    

Samuel Balbinot

lapidandoversos.blogspot.com.br                                        

sábado, 28 de junho de 2014

Eis o Sr. dia de Sábado; quase trazendo junto o Sr. mes de Julho.


       Nem bem piscamos e já estamos vivendo o final do mês de junho.
 Esse ano ele veio com menos xadrez, mas com muita festa colorida 
em verde e amarelo.
Não estou contente, nem triste.
      Estou satisfeita por cumprir minhas tarefas e já
estar de bagagem arrumada para descansar minha mente por um tempo
 fora de Pasargada.
      Minha satisfação também se dá por ter um projeto novo em franco
 andamento aqui.: http://reflexodalmafase2014.blogspot.com.br/,
 um mês blog e já com mais de 100 leitores. Esse blog é o esboço
do meu novo livro que será lançado em agosto. Aguardem
      O Espelhando dia 20 de julho completará 4 anos no ar. 
Coisa boa viver um dia de cada vez e sempre seguindo adiante.
       Bjins pra família amiga mais chegada que irmãos, tenho saudades.
       Bjins pro par, que amo.
       Bjins, abraço e meu muito obrigado a todos que por aqui passam,
 desejo um feliz dia de sábado e um ótimo  resultado de jogo.
CatiahoAlc./ReflexodAlma

sexta-feira, 27 de junho de 2014

Seguindo minha vida; quero continuar o dia por aqui pelo Espelhando,


 Já esperando sábado...
Alegre com a vitoria do time brasileiro e interessada na alegria do povo em geral; com muita saudade da família de amigos mais chegados que irmãos: eu os amo, viu?
Foto do Dia que conheci pessoalmente no RJ/ Niteroi esses
 maravilhosos seres que amo: Alfredo de MG e Marcelo do RJ.
  Seguindo... digo: Estou em fase de balanço em todos os aspectos de minha vida. Nada daquela coisa de quando estamos falhando e precisando rever valores e metas. No meu caso é ao contrario. Tenho seguido minhas metas e atingido meus objetivos todos com sucesso. Então preciso apenas desenhar como quero chegar ao          2º  semestre de ano tão proveitoso e feliz. Resolvi publicamente começar aqui pelo Espelhando, blog  detentor de tantas alegrias no divisor das águas de minha vida. Em julho teremos nosso 4° aniversário, por aqui   passaram e passam pessoas significativas: os colunistas, como respeitosamente gosto de me dirigir a eles. Gente corajosa e de compromisso. Os leitores sempre comentaram com alegria e respeito. Mas disso sempre cuidei e cuido de perto abraçando a responsabilidade total por cada publicação, sempre em acordo com os colunistas. Nenhum colunista recebe nada de forma alguma para publicar seus textos aqui. Apenas publicam por confiarem na mulher poeta que sou. Por aqui somente fiz maravilhosos colegas de trabalho e muitos apreciadores da boa escrita.  E o lema do blog realmente é e continuará sendo: Espelhar e Espalhar Amigos. Sou grata a Rachel Omena(Cristal) pelo tempo passado por aqui, atualmente ela não tem publicado por estar cuidando da vida pessoal,  ato responsável e segundo meu mestre em palavras minhas “ Quem cuida da própria vida; esta dentro do plano da evolução e faz boa coisa”. Quem tiver alguma boa ideia para comemorarmos o 4º aniversário do Espelhando no mês de julho, pode me mandar um email ou sugerir em uma das belas postagens da casa.
Bom... O time do Brasil ganhou o jogo de ontem e esta de folga e somente  jogando lá mais pra frente. Todavia nós brasileiros operários de todas as áreas; eu da arte, precisamos diminuir a pilha de pastas na mesa de trabalho e seguir bravamente para vencer os desafios de hoje. Como diz o Sr. Off de quem tenho saudades : "Bora dar conta da vida?" Lindo dia!  Bjins e não se esqueçam de viver sempre entre sonhos e delírios

CatiahoAlc./ReflexodAlma
Amo essa canção; as vezes me vejo nela.

Janaína
Biquini Cavadão


Janaina acorda todo dia às quatro e meia
E já na hora de ir pra cama, Janaina pensa
Que o dia não passou
Que nada aconteceu

Janaina é passageira
Passa as horas do seu dia em trens lotados
Filas de supermercados, bancos e repartições
Que repartem sua vida


Mas ela diz
Que apesar de tudo ela tem sonhos
Ela diz
Que um dia a gente há de ser feliz
Ela diz
Que apesar de tudo ela tem sonhos
Ela diz
Que um dia a gente há de ser feliz
Se deus quiser.....


Janaina é beleza de gestos, abraços,
Mãos, dedos, anéis e labios
Dentes e sorriso solto
Que escapam do seu rosto


Janaina é só lembrança de amores guardados
Hoje é apenas mais uma pessoa
Que tem medo do futuro- que aconteceu ? -
Se alimenta do passado


Mas ela diz
Que apesar de tudo ela tem sonhos
Mas ela diz
Que um dia a gente há de ser feliz
Diz
Que apesar de tudo ela tem sonhos
Ela diz
Que um dia a gente há de ser feliz
Se deus quiser.....

Já não imagina
Quantos anos tem
Já na iminência
De outro aniversário
Janaina acorda todo dia às quatro e meia
Já na hora de ir pra cama, jJnaina pensa
Que o dia não passou
Que nada aconteceu


quinta-feira, 26 de junho de 2014

DANIEL COSTA EM.:POEMA SANSÃO E DALILA


Como seria o amor de Sibila?
A sonhar surgem pensamentos em profusão
Sanção e Dalila
Bem sei que se está na era do foguetão!
Ao mesmo tempo continua a haver pura argila
Do sonho se chegou ao protão
O meu anjo me protegia de mulheres pérfidas como Dalila
Quis-me provar, então!
Antes de ver qualquer flor bungavilia
Em retrocesso, vi como dela se livrou Sansão
Como era sensual Dalila!...
Com esse poder magistral, então!
Estava com os filisteus, os seus, da sua cidade, ou vila!
Amava o homem, colosso Sansão
Sansão e Dalila
Daquele filme foram expressão
Com o seu poder, o anjo iria mostrar a beleza a surgir da argila
 Sem alvoroço como, primeiro me mostrou, como se vence a traição
Como a pérfida Dalila!
Com a força do seu querer e poder, todo templo se esfumou, ruindo pelo chão
De seguida me vi noutra galáxia, alado a atingi-la
Uma parelha de alazões na sua galera, então!
No espaço voavam, até pararem numa gruta de argila
Que beldade! Que nova visão!...
Louco que sou, a ver tanta beleza: senti-me avaro em segui-la
Porém olhei ao lado, da sensual mulher nova versão
Sanção e Dalila
Despertei do sonho, do atraente panorama de sensação
Como por mim, dividi-la?
De novo a alvura do anjo, seu gesto de luz em ebulição!
Me apontou a fogosidade o amor, de poder segui-la
Deixava-me a força e o poder de Sansão
A marca da argila
O poder, numa nova e suave dimensão
Sansão e Dalila
Apresento a nova e graciosa versão!...
Daniel Costa

domingo, 22 de junho de 2014

Maratona Poética-NA PRAIA













Estás sentada na brancura da areia...
De leve te toca a onda de escuma;
No céu a lua branqueia
Enquanto o vento os ares perfuma;

Com o vestido colado ao corpo pareces uma sereia;
A brisa que passa, logo se acostuma...
E beija a tua face que se clareia
Com a luz das estrelas, uma a uma

Luzindo no contorno do teu rosto...
Se movendo pelo teu corpo de leve...
Dando forma aos teus cabelos de neve;

É uma branca luz que com gosto
Ultrapassa a escuridão da noite no céu...
Para cobrir-te como um límpido véu;      

Samuel Balbinot
http://lapidandoversos.blogspot.com.br/  
                          




sexta-feira, 20 de junho de 2014

Queridos Amigos Espelhados do Espelhando


Sou Catiaho Alcantara, mulher poeta de 52 anos, enamorada, casada e feliz com meu par a 32 anos, mãe de 2 filhos ja adultos e geniais, avó da pequena  Ana Clara de quase 4 anos. Adoro o Mar e a Vida que  tenho.
Amo e sou amiga de uma família linda que são amigos mais chegados que meus irmãos de sangue. 
Tenho a honra de ter  por mestre na escrita um ser  que confia e se importa com minha carreira literária e a medida de seu tempo me orienta de longe, sempre com cuidado em não me  tolir da minha liberdade de criar.
Hoje tenho por profissão ser Editora (física e jurídica) e Organizadora na tarefa de orientar novos autores e de autores em geral que me contratam para acompanha-los em suas carreiras literárias.
Como distração, alimento administrar meus mais de 60 blogues, sendo mais novo esse projeto de
um novo livro: http://reflexodalmafase2014.blogspot.com.br/.
Estou dizendo tudo isso aqui  com o desejo de agradecer todo apoio recebido especialmente neste
blog Espelhando, tanto por quem escreve, quanto por quem lê e comenta aqui.
Hoje é sexta feira, dia adorado por essa mulher poeta, pois tenho muitas lindas lembranças desses dias, pois nos divertimos junto com  os amigos mais chegados que irmãos, isso  sempre que o *tempo permite.
Desejo a todos um belo dia, um excelente final de semana!
Não esqueçam de ser felizes sempre em primeiro lugar.
Lembrem de pensar "em quem são", em " qual  a meta de vocês".
Não devemos nos perder de nós mesmos em hipótese alguma.
Não ha moda. Não há comparações que valham a nossa autenticidade;
É muito importante olharmos no Espelho e nos RECONHECERMOS.
Ando bem feliz exatamente por isso>:
 "EU ME RECONHEÇO EM TODOS OS MEUS MOMENTOS DIANTE DO ESPELHO"
Bjins e otimos momentos nesse fim de semana que promete!.
CatiahoAlc./ReflexodAlma

quinta-feira, 19 de junho de 2014

POEMA AMOR SURPREENTE

Retrato de família, no fim de uma tertúlia poética a Luiz Vaz de Camões, junto à sua monumental estátua no Largo Camões em Lisboa. Acrescente-se que o autor do poema, está à direita, no primeiro plano.
AMOR SURPREENDENTE



Não sou vidente
Serei o poeta do amor de fidelidade
De amor surpreendente
Amor difícil na modernidade
Na minha poesia sempre presente
Sempre moderno, como se fora na mocidade
Num sonho persistia recorrente
Sonhava ser a verdade
Amor surpreendente
Seria de veracidade?
Não estaria a delirar de repente?
Senti-me alado, desejo que viria da puberdade!
No espaço já evoluía, na era presente
O meu anjo influiria com acuidade
Amor surpreendente
 Na galáxia sereneia, voava com privacidade
O meu querer de nada valia, mas sentia a vertente
Uma praia deserta, via com propriedade
Apenas uma mulher bonita, só para mim evidente
Contrastando com um verde de verdade
Amor surpreendente
Oh céus! O que sempre sonhei teria ali veracidade?
Uma mulher coberta de azul celeste, uni-presente
Também só, ancorada na pedraria, cheia de humildade
Como um amor que se pressente
Meu coração rejubilou, parecia cumprir-se a minha tenacidade
O meu sonho de élan num repente:
- Terminou sublime, com nova acuidade
Apareceu-me o meu anjo reluzente,
Dizendo: na vida lutas com fé e verdade!
Amor surpreendente
Ama muito a mulher, mereces a sua lealdade
Amor surpreendente
Eis a verdade!

Daniel Costa

terça-feira, 17 de junho de 2014

Trabalhando e fechando o livros novos Meu e do Samuel, encontrei minha filha mais linda: Poesia...

Foto da capa do meu novo livro Simplesmente Poesia

Pequenos Rostos

Pequenos rostos
São tantos pequenos rostos
São tantos pequenos traços
São tantos infindos poros
São rostos alegres ou tristes
São traços de amor ou ódio
São poros que exalam os odores da vida
São rostos
São traços
São poros
Visíveis
Presumíveis.
Mas os corações são mistérios enterrados
E as almas prisioneiras invisíveis.
Ah! Se...
Se... se pudesse trazer à tona
Os corações e as almas...
E torná-las visíveis
Presumíveis
Então o mundo seria diferente
Feliz.
Com rostos e traços
Trazendo pelos poros
O restante do bendito
Hálito da vida.
Então...
Seriam...
Muitos rostos felizes!
Muitas almas cristalinas
Muitos traços
Realçados
Trans... pi... ran... do
Res... pi... ran... do
VIDA
CatiahoAlc./ReflexodAlma

segunda-feira, 16 de junho de 2014

Parece que foi ontem.:.RUMO À FAMA, CUSTE O QUE FOR...


Finalmente a alegria voltou à nossas vidas. Mulheres, crianças,
 pessoas de todas as idades e cultura, cor e credo, vibram em cada
 lance dos seus ídolos favoritos. Aceleram os seus corações com um
 chute torto com pretensão ao gol do adversário ou ao seu, e eu,
aqui distante também torço por nossas cores mesmo me lembrando
 de nossas crianças e dos seus pais menos favorecidos pela sorte,
que esquecem durante a copa e diante de uma TV, que necessariamente
 não é sua , de todas as suas, mazelas, tristes amarguras. Torcem pelo
 seu País. Este mesmo País que virou-lhe as costas nos momentos cruciais
 de suas vidas. Torce por uma terra que joga o jogos que melhor sabe jogar.
Joga o jogo dos nobres, dos sábios de cultura e de riquezas em um campo
 coberto não de grama natural ou sintética, mas de suor e de lágrimas,
de tristeza e esperança. Torcem pela vitória da melhor, da mais querida
 entre todas as seleções e sofrem com a possibilidade de não vê-la
 deslumbrar à vitória, vitória que eles desconhecem porque sentem na própria
 pele a dor dos derrotados...
Avante, Brasil! Vamos ao Hexa(*Parece que foi ontem...), porque o resto 
não interessa.
silvioafonso.





http://palhacopoeta.blogspot.com.br/2010/06/finalmente-alegria-voltou-nossas-vidas.html

domingo, 15 de junho de 2014

Maratona Poética- Delírios
















Dói-me não poder dos teus lábios beber
O mel que os contorna adocicando-os;
Quero os meus dedos deslizando-os...
Quero viver assim... quero assim morrer;

Que suspiros são estes a sorver
Meu coração de amores... cantando-os...
São suspiros da tua boca aguardando-os...
São amores, são frutos de prazer;

O que faço nas asas do vento
Na noite silenciosa e bela?
O que faço aqui a pensar em ti donzela?

Se ao menos te visse, dormiria contento...
Mas espero em vão sobre o clarão da lua
Que é bela como a beleza tua;    

Samuel Balbinot

lapidandoversos.blogspot.com.br                                             

sábado, 14 de junho de 2014

COMO EU; ACEITE O DESAFIO.


De quem tem sido desafiado a desafará: REAJA.
Se  te que tem testado e tem pensado em  DESISTIR:: reaja.
Pois: " VALE O AMOR DA GENTE. ".
Se der errado,  depois é só  os CATAR NOSSOS CACOS,...
vamos seguir  adiante,
NÃO É?
Quem ´somos cacos se não AÇÕES?
DECEPCIONDADA E INDGNADA ASSINO:
 Catiaho Alc.

Eu gosto muito, de verdade.

Pode não parecer, mas sou fã desse esporte chamado futebol.
Me fascina todo esse movimento ao redor dele.
Quem fica de fora como eu,  pode observar a alegria das pessoas, a
mobilização e comoção geral.
Na  quinta-feira antes do jogo, fui ao supermercado, fica que bem perto  de
casa, havia esquecido de comprar um tempero. Enquanto aguardava
a sinal que me permitiria atravessar a rua, notei passar de bicicleta um
 funcionário  do supermercado onde eu ia, ele do turno da tarde , parecia meio irritado  de ter de pegar no  trabalho uma hora antes do jogo e acreditem ele estava vestido com a camisa nada mais nada menos que da Argentina! Alimentei minha mente pensando na reação dos colegas de trabalho dele. Na reação dele mesmo dentro do supermercado de portas fechadas na hora do jogo. Ele era um contra a multidão e da sua forma reagindo.
Como eu disse, sou fã mas me mantenho a distancia, quieta.
Não me uniformizo ou coisa assim. Admiro a quem se envolve e
faz festa. Torço por esse povo bonito que investe  tempo e
disposição na alegria coletiva. Pra frente Brasil!
Belo sábado pra nós que somos essa brava gente brasileira!
CatiahoAlc./ReflexodAlma


sexta-feira, 13 de junho de 2014

Dedico essa postagem ao meu 'unico' e ' eterno1º namorado de toda uma vida.EU O ESPERO TODOS OS DIAS COMO NARRO NESSE POST. AL obrigado por me surpreender sempre ainda que MESMO que duvidem eu O AMO mesmo tendo passado 32 anos juntos Saiba que quando o 'trabalho' nos separa o a'mor' e a 'saudade' nos junta; TE AMO.Te espero sempre.: Dialogo




-Quando vem?
-Não sei ao certo.
-Por que não sabe?
-Por não estar em dúvida.
-Então vem?
-Sim vou. Mas por que quer tanto saber?
-Quero muito que venha.
-Saber quando; não muda nada.
-Como assim?
-É fato que vou e essa certeza é o que impulsiona minha vontade.
Não gosto de alimentar ansiedade, nem de criar expectativas.
Porém não tenho como dizer ainda o dia exato.
-Então...,vou aguardar sem receio, mas com muita vontade...
-Bom  que aguarde assim.
Hummm...com vontade é?
-Sim ,  com muita vontade.
-Estou rindo só, por aqui. Mas me diz: vontade de que?
- Não imagina mesmo?
- Prefiro que diga.
-Ta.
- Então diz logo, vai.
-Vontade de que venha logo.
-Riu de que?
-De nada ... além de que também tenho muita vontade...
Mas outra vontade... alias outras vontades....
-Hunnn... fala mais?
-Não.
- Fala , vai, quero ouvir.
- Preciso desligar agora.
-Puxa...
- Falamos mais depois.
- Então espero...
-Tá, espera sim.
- Beijo lá e la também.
-Onde além de la?
- Na boca, oras, la e na boca.
- Delicia de gostosura....
- Até.
- Até...
CatiahoAlc./ReflexodAlma/  2012

quinta-feira, 12 de junho de 2014

AMOR ORGULHO E HUMIDADE

Um dos poemas do mesmo livro que aqui venho postando, a ser lido aos microfones de rádio Princesa do Norte, da cidade de Morrinhos, Ceará, pela locutora Tereza Maria
 AMOR ORGULHO E HUMILDADE
Na minha idade
Quem tem amigos nunca está só
Amor orgulho e humildade
Três coordenadas, para que nunca suscite dó
A quatro de Outubro, deu clamor na sua cidade:
- Assis onde o seu poverelho tentou desfazer o nó
Amor orgulho e humildade
Foi mote para S. Francisco evocar o solidó
Tal como eu, preconizou um mundo de verdade
Com ele, o presépio nasceu para o mundo e oh!...
Um mundo mais plebeu, veio destronar esse símbolo de humanidade
Com a invenção materialista da árvore, um forrodó!
No dia quatro de Outubro, que o eu, poeta diz com humildade:
- Completo duas idades, olaró
Da primeira encarnação setenta e dois de idade
Vivo uma rara segunda, de doze, a que devo contar só
O filme desta aventura, de bastantes, a verdade!
Quando me senti com poder de levitação, sem pó
A seguir me parecia voar, mesmo nesta idade
Já voava num mundo sideral, num trenó
A parecer descoordenado e sem ver cidade
 Parou junto a troncos, onde uma bonita mulher estava só
No que pareceu uma eternidade
A felicidade de sabor a pão de Ló
Mais adiante e á vista um medalhão da mesma mulher anjo, de fraternidade
No mundo sideral, na outra galáxia, ó… ó
Amor orgulho e humildade
Voltei a sentir-me deslizar, rumo à terra de Jó
Para vida despertava, talvez por interferência do meu anjo de caridade
Terá sido dele a voz que escutava ao som do forró
Amor orgulho e humildade
Olha à tua esquerda: como alma boa que és, não ficas só!
Amor orgulho e humildade
Daniel Costa
Como se vê, a cada quinta feira, poder ler aqui um poema é tomar conhecimento de uma obra - EU EVOCÊ - que o Brasil está a acolher bem. Com prefácio e capa da autoria de escritora Severa Cabral, o obra é bem Lusófona.
A mesma ao custo de 35.00 Reais, pode ser pedida para: dan.costa@zonmail.pt
Pagamento: em papel / moeda

domingo, 8 de junho de 2014

Maratona Poética- VERSOS PARA UMA VIRGEM PARTE 4













Teus saltos cheios de brilhantes
Parecem estrelas de uma constelação...
Valsando entre os diamantes
No circulo central do salão;

Minha flor! Durma agora!...
Durma nas flores do coração...
Junto da tua alma sonhadora
E do anjo que segura a tua mão;

Queria ser o anjo das tuas tranças!
Aquele que brinca sem parar...
Que se embala como as crianças
No balanço a balançar;

Queria no aceno discreto e mudo
Lançar-te as flores da mocidade...
E os sonhos que dizem tudo...
E o meu coração a chorar de saudade;

Queria ver a primavera
E as borboletas ao teu redor...
Paradas sobre as rosas em quimera
Esperando o sol se pôr;

Queria abrir a minha cortina
E ver-te com a mão na face sorrindo...
Como a borboleta divina
Que sempre passa por mim luzindo;

Queria ser a brisa da saudade que suspira
Nos doces ares virginais...
E os sons do piano e da lira
Que alegram as rosas nos roseirais;

Queria dormir e sentir
No peito a saudade calma...
E ver cada rosa se abrir

Na aurora da tua alma...

Samuel Balbinot

lapidandoversos.blogspot.com

sexta-feira, 6 de junho de 2014

Viver bem...

Foto é prova de que eu e os meus sabemos viver bem
Foi tirada em uma pousada em Paraty,RJ. em julho de 2012, a 2 dias da Flip
Uma aventura incrível minha, do par junto com os amigos mais chegados que irmãos.

Esse deveria ser o ideal de TODA pessoa, mas não É. Na verdade não é como vejo acontecendo no dia a dia. O seres me parecem sempre muito insatisfeitos. Não confundam ser conformista com estar satisfeito.
O conformista não participa da voda, apenas se deixa conduzir dia a dia seja pelo bem ou pelo mal
Não lhe faz diferença pois é como se a vida não lhe pertencesse. 
Estar satisfeito é ter conhecimento das questões complicadas, mas saber pensar em contorna-los aos poucos. Por isso alimento o pensamento: Não é preciso subir a montanha, posso contorna-la, meu alvo é
chegar do outro lado. Assim vejo os problemas e dificuldades do dia a dia. 
desejo a todos :excelentes dias, lindas noites com tranquilidade, harmonia, carinho,muito amor com ou sem sexo, eu prefiro com. Deixo essa belíssima musica. 
Acreditem todos: sou uma mulher plena, satisfeita com minhas realizações e me renovo todo tempo, todos os dias e batalho muito por minhas conquistas, como diz poeta Zeca Baleiro.: "Nada vem de graça, nem o pão nem a cachaça"
Bjins a todos os que me brindam com a presença aqui. 
Saudades com carinho(sempre) dos amigos mais chegados que irmãos.
Pra o amor meu, dedico meu melhor todos os dias.
CatiahoAlc./ReflexodAlma entre sonhos e delírios
.

Girassóis
Pouca Vogal
Nunca olhei pros lados 
Pra não perder a direção
Nem senti meus passos
Na marcha cega
Encontro uma razão
Talvez perca o emprego
Talvez a sua resposta seja não
Quero dar um jeito
De conseguir pagar a prestação
De passear na grama do parcão
De respirar deitar ao sol que brilha

Deixo o sol bater na cara
Esqueço tudo que me faz mal
Deixo o sol bater no rosto
Que aí o desgosto se vai
Deixo o sol bater na cara
Esqueço tudo que me faz mal
Deixo o sol bater no rosto
Que aí o desgosto...

Nunca olhei pros lados
Pra não perder a direção
Nem senti meus passos
Na marcha cega
Encontro uma razão
Talvez perca o emprego
Talvez a sua resposta seja não
Quero dar um jeito
De conseguir pagar a prestação
De passear na grama do parcão
De respirar deitar ao sol que brilha

Deixo o sol bater na cara
Esqueço tudo que me faz mal
Deixo o sol bater no rosto
Que aí o desgosto se vai
Deixo o sol bater na cara
Esqueço tudo que me faz mal
Deixo o sol bater no rosto
Que aí o desgosto se vai




quinta-feira, 5 de junho de 2014

Daniel Costa em: POEMA AMOR ATÉ À ETERNIDADE


Será antever um teorema de fraternidade
Um grande amor de reverente poesia
Amor até à eternidade
Se poderá ouvir a cada dia!
Amar com constante pensar no outro exige humildade
Amar de verdade, não é constante folia
Poderá exigir sagacidade
Poder e saber conjugar verdade e teoria
Amor até à eternidade
Equacionar bem essa forma de amar jamais poderá ser fantasia
É sentir um amor de verdade
Nunca ser laboratório de alquimia
Um feliz amor de pureza e humanidade
Axioma de beleza e harmonia
Amor até à eternidade
Estava neste ponto e isto intuía
Eis que me senti elevar no espaço com intensidade
O meu angélico guardião intercederia?
Felicidade, ternura e fogosidade
A voar numa galera atrelada a dois poltros via
Amor até à eternidade
Onde iriam parar não sabia
Reparei numa mulher de modernidade
Em três dimensões a via
Como que alucinado fiquei de verdade
O que desejei acontecia
Amor até à eternidade
Olha para os seus colares, dizer o anjo parecia
O azul do seu vestido, o semblante amoroso de verdade
Os pontos brancos, as estrelas para ti mordomia
Estima bem o teu desejado amor até à eternidade,
Enquanto recomendava subia!
Daniel Costa

.

Ei!

O que estou escrevendo aqui NÃO É PESSOAL E NÃO SE

REFERE A NINGUÉM DA VIDA VIRTUAL E SIM DOS MEUS VIZINHOS

DE BAIRRO, OK?

Escrevo aqui para me expressar somente. Penso que estamos vivendo mais um dia e que devemos ser gratos a Deus e aproveitarmos todo aprendizado que esse dia nos trouxer. Devemos: usar máscara, mesmo os já vacinados , usar álcool gel, lavar as mãos ao chegarmos da rua, deixarmos os sapatos do lado de fora até serem limpos, evitarmos contato físico com pessoas que não vivem no mesmo recinto, evitar viajar (sem ser necessário) viajar a lazer nem pensar, não é hora de lazer, ainda que secos para tal estejamos. Eu ando com muita saudade dos meus amigosafilhados, das minhas irmãs e meu cunhado e de ver minha casa no RJ que está fechada desde janeiro de 2020, quando lá estive. Uma coisa tem me chamado muito a atenção: Parece que já terem sido contaminados e terem sobrevivido e a possibilidade da vacina, já deu a algumas muitas pessoas a ideia de estarem totalmente livres de contaminação, bem como os que já tomaram a vacina e passaram a ficar descuidados. Isso me preocupa muito. Estou reclusa em casa com meu marido e filho caçula há mais de 1 ano, vejo muito pouco meu filho mais velho, esposa e filhas que moram na cidade vizinha. Detesto não me sentir livre para ir e vir e mesmo para caminhar na orla que fica ha 3 ruas da minha casa. Vamos resistir mais um pouco, vamos preservar nossa saúde física e mental o mais que pudermos. Por hoje é o que eu penso; caso entendam que eu esteja errada: me perdoem. Bjins de bons dias a todos. CatiahoAlc.

Postagens mais visitadas

Atua LIz Ações