Web Statistics

Minhas Frases preferidas desde sempre:

"A felicidade de um amigo deleita-nos.

Enriquece-nos. Não nos tira nada.

Caso a amizade sofra com isso, é porque (ela a amizade)

não existe."

Jean Cocteau

...

"Saudade é a nossa alma dizendo para onde ela quer voltar."

Rubem Alves

Seres Espelhados Espalhando Sonhos e Delírios como eu

Translate

OBSERVAÇÃO NECESSÁRIA

LEITORESAMIGOS, Vocês já devem ter notado que as Publicações no Espelhando são compostas de mais de um item: Um Texto - Uma Can Cão - uma Poesia - IMagens. Deixo claro que: 1- Sou a única responsável pelas publicações 2- e seus conteúdos. 2- OS Itens das Publicações é para que CADA UM AMIGOLEITOR SÓ LEIA O QUE DESEJAR: OU O TEXTO (CON VERSA) OU A POESIA (COM VERSOS) OU OUÇA A MÚSICA (CAN ÇÃO) OU AS IMAGENS (FOTOS). CONTO COM A COMPREENSÃO DE VOCÊS QUERIDOS LEITORESAMIGOS CatiahoAlc.

domingo, 30 de outubro de 2016

Aos Domingos minh'Alma (Revendo/Revisando minha Obra/TextoInédito)


Livre vaga
Sem rumo
Sem paradeiro
Apenas segue
Por vezes
Sobe e brinca
De escorrega
 Nas nuvens
Ou de pique esconde
Gira e gira
Nos redemoinhos
Aos domingos
Nada tem hora
Ou tempo certo
 Pra acontecer
Simplesmente
 Acontece
Corpo largado
Inerte
Preguiçosamente
Descansa da
Lida
Da vida
Especialmente
Acontece assim
Com minh'alma
Aos domingos
Catiaho Alc.



sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Cada coisa em seu lugar ( Revendo/Revisando minha Obra/Texto inédito)



Vento que vem
              Ondas que vão
                       Sentimentos que somam
                               Mudando o resultado

Novos tempos
              Outros rumos
                     Pensamentos impensados
                            Transformando tudo ao redor

A tempestade vem
          As nuvens vão
                    Tudo aos poucos
                                  Retoma o normal da emoção

Cada coisa no seu lugar
                   Cada Ser no seu tempo
                           Acertando
                                   A res pi ra ção

Tic tac Tac tic
               Ins pira
                      Res Pirando
                            Renovando a emoção

                       Catiaho Alc. entre Sonhos e Delirios



quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Obscenamente simples assim... (Revendo/Revisando minha Obra/TextoInédito

Tela de Raphael Sacht/ Óleo sobre Tela 90x140 / Encomendei
  ao artista. Presente 2008, A pessoa presenteada já não esta entre nós...
.
Não procuro
 mais rima
me atenho
ao clima

Não me prendo
a regras
solto logo
o riso

Minha gargalhada
mais gostosa
é aquela que
escandaliza

Meu gesto
mais ameno é
quando simplesmente
 aceno

Não preciso
disfarçar esse
 meu desejo
obsceno

E pra dormir
nada pra pele
cobrir só
pelo

Catiaho Alc.
175101610





É (Revendo/Revisando minha Obra/Texto/2013



Poesia
É  meu canto
    meu encanto
          nesse recanto de amor

Poesia
 Meu alimento
       meu alento
         todo tempo meu louvor

Poesia 
 É meu mistério
               meu ministério
                 meu sorriso maior

É
  poesia 
        assim
                   É

Catiaho Alc./Reflexo d'Alma 

                305020140022

sábado, 22 de outubro de 2016

Viste-me assim (Revendo/Revisando minha Obra/Texto)






Simplesmente
Nua
Fizeste-me assim 
 Sua
Não só de
Corpo
Mas também de
Mente
Não nos
Preocupamos
Em nos dizer
Verdades
Apenas deixamos
Uma boca na outra
Juntar-se
Minha boca
Juntou-se
A sua
Em somente uma
Assim depois
Nossos corpos
Explodiram de vez em
Prazer
Catiaho Alc

301020161730 EV

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Assim a poesia se fez... (Revendo/Revisando minha Obra/Texto de 2010)

,
    Seja na rima ou no clima
     Ela simplesmente acontece
     Muitas vezes no riso, na gargalhada 
     Ou diante da plena dor
      Poesia se faz por si mesma
      Não precisa de ajuda
     Nem mesmo de qualquer poeta
     A gente sim que dela necessita
     Quando o peito explode
      Seja de alegria ou de intensa dor
      Foi pensando assim que
      A menina se preparar para deitar foi
     Esta poesia  de tanta alegria
      No meio do caminho a tristeza 
     Em amargo abraço nela se fez
      Deitou em lagrimas
     Chorou até que o sono 
     Penalizado Com sua dor
      Com cuidado devagarinho a embalou
      Adormecendo por verso por verso
      Que pela manhã nesse poema
      Poesia assim se fez
Catiaho Alc./Reflexo d'Alma

      

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Alegria e Encanto (Texto Inédito)


Sonho de todo
dia
Canção de cada
 manhã
Forma de seguir no
caminho
Sempre sabendo
amar
Alegria e encanto formula
singular
Assim é bom seguir
 adiante
Sabendo a quem afeto
Direcionar
Catiaho Alc.

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Daniel Costa: AMOR DE IPÊ.


Árvore que se vê
No seu verde e amarelo
Amor de ipê
Símbolo singelo,
Do imenso Brasil de você
De ancestrais, belo
Que importaram o vossemecê
Verde e amarelo
Amor de ipê
Musicalidade de violoncelo
Andamento de coupé
Segredo de polichinelo.
Sonho de frapê
O anjo disse: dorme, feito frade capelo
Voa, vai com fé
Sem entender como, voava sem selo
Entrei noutra galáxia, me esperava o coupé
Com parelha de corcéis, de luzidio pêlo
Voavam comigo na ré,
Com desvelo
Travaram junto a um ipê
No que parecia um cabedelo
Na sombra da frondosa árvore a parecer cliché
Interessante mulher, parecia modelo
Me apaixonei, imaginei concerto de oboé,
Verde e amarelo
Sonho a parecer ver as pirâmides de Jizé.
A aura do anjo mostrou, um elo
Era a primaveril festa florida do ipê
Ipê verde e amarelo
Amor de ipê,
A mulher me acenava sorridente, amor modelo
Amor bonito como a flor do ipê,
A flor do ipê, amarelo!

Daniel Costa



segunda-feira, 17 de outubro de 2016

silvioafonso : NO CÁLICE E NA ALMA



Busquei e esperei por ti nos bares da cidade. Noites
a dentro eu pensava em ti e bebia. Bebia pensando
nos momentos que tu me davas e dos quais, jamais,
eu esqueci. Finalmente, depois que se ia a madrugada
e chegava o amanhecer eu reparava que tu nunca me 
deixaras só. Tu estavas sempre ali, na minha frente,
sorrindo como sorri quem é feliz, linda sem deixar de
olhar nos meus olhos e bebias no meu copo, da minha
bebida que já turvava a minha vista, tirava o meu piso
e me vazia ver-te no fundo do meu cálice vazio que
escapava de minha trêmula mão e como eu, 
caia ao chão.



sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Sonhar é preciso (texto inédito)


Não só necessário como
Urgente e imprescindível
Pois sem o sonhar
As cores vão aos poucos
Ficando opacas, quase sem graça
Sem sentido  e eu
Sem rumo
O Sonhar me anima
Agita e aquece a alma
Mesmo quando anda precisando
Esta alma minha
Ser lavada e enxaguada
Sem o Sonhar fica complicado
Não é o Sonhar quando se dorme
É o Sonhar ver além
Da tênue linha do horizonte
Acima das nuvens
E através de meus dedos
Eu sem Sonhar
Serei quase Nadinha de Nada
Por isso dele não abro
Mão
Pois Sonhar É preciso
Essencial
Sempre
Catiaho Alc.
Texto inédito, escrevi agorinha as 11:25 dessa sexta feira, 14 de outubro de 2016

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Encontro: Eu e Você e os Outros (Revendo/Revisando minha Obra/Texto de 2006)



Me encanto
Diante do encontros 
Que a vida proporciona
Eu 
Você
Um ao Outro
Um no outro
Um outro
Os outros

Todos vamos nos misturando
Virando uma essência que exala um cheiro bom
Mas também deixa um gosto delicioso
Desses cheiros que ficamos tentando reter
Ou ainda destes gostos 
Que ficamos estalando a língua de prazer
Prazer de ser tão bom
Nos misturarmos sempre assim
Encontro é isso
Coisa boa de sentir
E mais ainda 
Boa de guardar
E dividir
Estas 2  fotos NÃO é de 2006. Naquela  época eu ainda 
não  usava imagens minhas. Em breve vou 
  publicar no Blog Os Sinos um texto sobre essas  2 fotos






CatiahoAlc./Reflexod'Alma
10/10/2006
07.59h









quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Daniel Costa: O MAU DA FITA





Posso andar sempre na guita
Mentalmente de outro modo não sei estar
Ainda não entendo porque nasci para ser o mau da fita
Será por ter sempre novas ideias, de ver simples singular?
Aparentemente, serei homem de tranquilidade
Interiormente serei como um vulcão a magicar
As minhas ideias parecem um vulcão incandescente
Talvez sempre a brilhar
Em vez de aceites como um presente
Sempre foram rechaçadas
Como se não tivessem sido minhas, tornaram-se boas
Sempre vieram um belo dia a ser adoptadas
Como é interessante ser o mau da fita
Ser sempre o mal amado
Que bem me fica, é assim que me habituei a viver
Nesse permanente estado, algo escusado
Curioso! Sempre procurei ser bom companheiro
Fazer valer os meus ideais sim
Sem nunca querer ser primeiro
Se guardei patos e espantei pardais
Se por muitas fases passei, se muito planei
Se a escritor cheguei, como muito mais executei
Talvez me invejem, mas quando precisaram de mim deixei
Se sobrevivi, saltando o muro para segunda encarnação
Procurando sempre a verdade amo mundo, como sempre amei
Gosto mais de invejas, podem recair sobre mim só!
Estimulam muito, viver com elas sei
Para que de mim não tenham dó
A procurar a verdade e justiça por cá andarei
Viver com fé brandura, jamais ser ruim
Viver de maneira diferente, hum!
Que mais exigirão de mim?
Fui, sou e serei o mau da fita
Sei que sempre usei bondade… Enfim!...

Daniel Costa

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

silvioafonso: GATO & SAPATO.





Eu não tenho asas e não vivo sem dormir. 
Não sei do futuro e não posso mudar o que passou. 
Não sou um misto de nada com coisa alguma. Não sou melhor e 
nem pior do que aqueles que
 fizeram da sua vida a passarela do amor. 
Não beijei a sua boca, eu a engoli. 
Não sonhei com você, 
eu dormi na sua alma. Não levei você pra passear, você foi o passeio 
que me encantou,
 foi o filme que
 me fez sorrir e a história que marejou meus olhos. 
Não sou melhor e nem pior,
 não nasci pra não morrer e não vivo para deixá-la viver as vidas possíveis. 
Não sou assim e nem assado,
não tenho futuro, não tenho passado. Não tendo e sendo nada, 
tudo o que não sou, 
nada do que eu não fui mexeu com a natureza, mas fiz do mundo
 um outro mundo, 
fiz de você a mulher amada e querida por um cara que não
 existe e só por sua 
causa eu sou fora do normal. Sou seu não por acaso, 
sou todo seu de propósito. 
Quisera não ser diferente, mas precisaria ter, 
como o gato, sete vidas para dá-las todas pra você.








domingo, 9 de outubro de 2016

Chuva na janela (Revendo/Revisando minha obra/texto de 2007)



Hoje o céu esta cinza quase chumbo
A água transparente e gelada
é derramada em pingos
Poças se formam e transbordam
fazendo veios rua a fora
Minha alma se encanta com o som dessa chuva
Com o ar que quente que embaça o vidro da janela
Os sentimentos diversos se misturam e
desejam também
Saírem de dentro do peito assim
Como as nuvens que vão levadas ao vento
Ou os pingos que caem e apressadas
correm...
O peito deseja soltar
os sentimentos
Mas num ato de renúncia
O suspiro os prende
E o peito lateja
A alma como que chora
Então uma lágrima foge pelo
canto do olho
E uma, e duas e muitas
Assim também fazem veios
que descem corpo a baixo
Mas nunca chegam ao chão
São contidas pela mão que as colhe
E as guardam apenas na lembrança
Do ímpeto de um momento
Só um momento...
De Liberdade Feliz.
CatiahoAlc.
171120070819


Texto integrante da obra Momentos Cristalizados
27 022008

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Fiel Companhia (texto inédito )




Posso escrever em qualquer linha
forma  ou jeito
Assim faço desde
que gente me entendo
Escrever terapia
não me 
É
Porém sim
puro prazer
desejo 
postura 
atitude
alegria
Escrever minha 
palheta
É
As letras
minhas cores
                                         em nuances                                    
tantas
A cada texto
meu sonhar
real
se faz
Enquanto todo
meu medo
se vai
Escrever é
minha lucidez
 Minha loucura
Meu ar e meu bem querer
Se faz solou se chove
Se  dia ou noite
É
Tanto faz
Pois escrever minha real
e fiel companhia
É
Catiaho Alc. 
entre sonhos e delírios
06 de outubro de 2016 20:40h



quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Daniel Costa: CALÇADA DA GLÓRIA.




CALÇADA DA GLÓRIA

Em mil novecentos e tal
Sessenta e nove afinal
O locutor da Emissora nacional
Salão da Voz do Operário
No seu linguajar formal:
Apresentou o Fado Canção
”Calçada da Glória”
“Nove Milhões de Guitarras”
Na inconfundível voz do Tristão
Disse: que o artista nunca canse
De subir a Calçada da Glória
Casa cheia de espectadores
Ouviram, talvez não entendessem
Seria extensível a todos os senhores
Naquele Serão, festa de trabalhadores
Organizava a FNAT de então
Promovia um seu CAT de antemão
Além de outros, actuaram José António,
com “Transmontane”
E “Vira do Fundão”
Trio Boreal, com “Fadinho Serrano”
“Tudo Passará” e “Resineiro”
Não era engano
Cantou o Gabriel Cardoso
“Manhã Cedo” e “Promessa da Lua”
Isabel Fontes
“Somos Todos Iguais”
“Deus Como te Amo”
Festa minha e tua
Maria Armanda
“É Manhã” e “Chegou a Primavera”
Sissi, “Três Segredos”
“Ó Transmontana”
A Inefável Celeste Rodrigues
“O Meu Chaile” e “Abre A Janela ao Vento”
Esplendor. Festa, Triques
Em Junho, numa noite de Luar
Transmitiu a Radiodifusão
Nesta nova hora da história
Jamais alguém se canse
De tentar subir
A Calçada da Glória!...

Daniel Costa

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

silvioafonso: PÉGASO.



Vou sustentar amarrado nesse tronco o meu coração
alado.
Que se abram as porteiras do infinito, que a relva se
faça viçosa e que o céu esteja limpo e azul.
Eu juro que não deixarei galopar por este prado que não
é meu, esse coração cujo amor voou sem que eu o
conhecesse, mas dói, sem que o tenha conhecido.

domingo, 2 de outubro de 2016

Sobre (Ofereço essa Poesia ao querido amigoafilhado mais chegado que irmãos; em mais esse seu Dia Importante. )


Sobre a página da vida
Meus sonhos vou desenhar
Quero cores bem vivas
Pra eu poder me expressar
A cada cor quente desejo
Passar o meu calor
E nunca deixar que a tristeza
Apague o meu valor
Espero manter a esperança
Que brilha no olhar contente
De uma bela criança
Que vive a encantar a gente
CatiahoAlc.
Revendo minha obra e revisando este texto de 2010

sábado, 1 de outubro de 2016

Sua ve men te.


Essas palavras 
Tão bem ditas
Sementes de esperança 
Viva
Sorrisos guardados 
Agora surgem 
Levemente
Encantam  somando
Magia daqueles que
Acreditam
Viver valer  a pena
Desde que 
Suave esteja a 
Mente
Copyright ®reflexodalmafasell
CatiahoAlc/Reflexo dalma

Envolta em Poesia








Envolta em poesia minh'alma celebra
Desconsidera a regra
 a rima e qualquer disciplina
Somente nua dança e se alegra
Diante da magia da Palavra

Envolta em poesia meu coração 
bate
 dentro e fora do compasso
mas com ritmo totalmente
acelerado

Criam tantas regras
que tais quase sufocam a emoção 
de quem apenas 
escreve só
pra alegrar o coração

Nascer poeta e
é nascer  livre
sem amarras que  prendam
ou 
amordacem a pura
criação

Minha'Alma em poesia imersa 
não obedeçe a gramática
ou sequer  pontuação 
Quer somente
dar asas a imaginação


Catiaho Reflexo d'alma entre delírios e delírios


.

Ei!

O que estou escrevendo aqui NÃO É PESSOAL E NÃO SE

REFERE A NINGUÉM DA VIDA VIRTUAL E SIM DOS MEUS VIZINHOS

DE BAIRRO, OK?

Escrevo aqui para me expressar somente. Penso que estamos vivendo mais um dia e que devemos ser gratos a Deus e aproveitarmos todo aprendizado que esse dia nos trouxer. Devemos: usar máscara, mesmo os já vacinados , usar álcool gel, lavar as mãos ao chegarmos da rua, deixarmos os sapatos do lado de fora até serem limpos, evitarmos contato físico com pessoas que não vivem no mesmo recinto, evitar viajar (sem ser necessário) viajar a lazer nem pensar, não é hora de lazer, ainda que secos para tal estejamos. Eu ando com muita saudade dos meus amigosafilhados, das minhas irmãs e meu cunhado e de ver minha casa no RJ que está fechada desde janeiro de 2020, quando lá estive. Uma coisa tem me chamado muito a atenção: Parece que já terem sido contaminados e terem sobrevivido e a possibilidade da vacina, já deu a algumas muitas pessoas a ideia de estarem totalmente livres de contaminação, bem como os que já tomaram a vacina e passaram a ficar descuidados. Isso me preocupa muito. Estou reclusa em casa com meu marido e filho caçula há mais de 1 ano, vejo muito pouco meu filho mais velho, esposa e filhas que moram na cidade vizinha. Detesto não me sentir livre para ir e vir e mesmo para caminhar na orla que fica ha 3 ruas da minha casa. Vamos resistir mais um pouco, vamos preservar nossa saúde física e mental o mais que pudermos. Por hoje é o que eu penso; caso entendam que eu esteja errada: me perdoem. Bjins de bons dias a todos. CatiahoAlc.

Postagens mais visitadas

Atua LIz Ações