Minha Frase preferida desde o mes de julho de 2013


"A felicidade de um amigo deleita-nos. Enriquece-nos. Não nos tira nada. Caso a amizade sofra com isso, é porque (ela a amizade) não existe." Jean Cocteau

Seres Espelhados Espalhando Sonhos e Delírios como eu

Translate

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Êxtase pleno



Não acredita estar àquela hora a tardinha,  ali ao acaso sentada naquela pedra sem se importar com nada nem com ninguém. Pernas e pés pendem soltos pedra a baixo  largados. 
A brisa toca a pele acariciando enquanto desalinha os cabelos.         
De vez em quando mantém os braços pra trás apoiando o corpo assim exposto se deixa ficar. 
O olhar acompanha algumas aves a brincar de riscar o céu. 
Não se importa com mais nada a não ser estar sem mais nada pra fazer, pensar ou olhar...
Esta segura em seu lugar refúgio, bem cima de sua pedra preferida, protegida dos olhares...
 De súbito tira a blusa  num ato de liberdade  deixando o corpo  receber luz e sol... Escorrega o corpo deitando-se  sob a pedra, balança as pernas olha para a esquerda pela primeira vez,  fixa o olhar em algo, virando o corpo de lado, acerta as pernas para observar melhor... apesar da distância percebe um carro parando, logo alguém salta e observa longamente o mar. Arranca a roupa peça por peça jogando sobre o carro, tira os sapatos e meias jogando ao chão  como se  puxado por um fio estivesse sendo conduzido completamente hipnotizado  caminha rápido, logo já corre. 
Como ela antes de sua chegada, ele parecia não prestar atenção em nada senão seu objeto de desejo pleno: O mar. Ele agora correndo feito criança se atira ao mar, antes de mergulhar o corpo na água solta um grito de explícito prazer e liberdade. Não demora muito ali, mas suficiente para  atenção dela ser totalmente arrebatada de tal forma a esquecer de tudo. 
Fica de pé na pedra, abre os braços, seios expostos, enche os pulmões de ar e sem mais pensar um segundo se quer desce do refúgio, não sem antes retirar a única peça  ainda a cobrir o corpo e corre. 

Literalmente se atira ao mar...
Não volta a vê-lo quando já de volta a si fora do êxtase , o carro já partira...
Não importa  não terem se encontrado, apenas conta  terem sido seduzidos e levados ao mesmo momento arrebatamento pleno...
ele pelo mar...
ela por ele 
 ambos pelo exercício da plena liberdade.
Reflexo d Alma 17/01/010 0123 hs 

5 comentários:

  1. Bom demais quando nos deixamos levar pelo sossego, pela buscao do que é bom de se viver...
    E deixando a vida seguindo em frente, num paz necessária e intensa.
    bjs
    Ritinha

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Catia.. tu sempre descreve muito bem tudo que teu ser sente neste paraíso de brisas, praias e luz do sol.. isso que sempre te inspira não é.. beijos e um lindo dia.. até semrpe

    ResponderExcluir
  3. Designaria o belo o belo texto, imaginada a primor, como um interessante conto policial. Tem tudo para pertencer a essa categoria literária.

    ResponderExcluir
  4. Um (des)encontro inusitado. Gostei do texto!

    ResponderExcluir
  5. Está muito lindo este mini-conto,gostei imenso de ler. Está verdadeiramente fascinante!! Beijinhos e tudo de bom para ti,fica com deus!!

    ResponderExcluir

Que bom que veio, fique a vontade o quanto desejar.
Se apenas leem eu gosto. Mas se comentam eu adoro!
Volte sempre para o abraço entre sonhos e delírios
Catiaho Alc/Reflexo dAlma
http://reflexodalma.blogspot.com/
http://reflexosespelhandoespalhandoamigos.blogspot.com/
,

Venho aqui e Olho pro amanhã dessa forma: com ALEGRIA!

Venho aqui e Olho pro amanhã dessa forma: com ALEGRIA!
Já caminhei muito tempo sem me dar conta do quanto é importante o que eu sei, quero e posso. Passei muio tempo dando prioridade a todos ao meu redor. Daqui pra frente meu olhar obedece a uma nova perspectiva, pois minha palavra de ordem é ALEGRIA.Não quero e não vou viver mais um segundo sem esse ingrediente essencial.. Experimentem e depois de contem o resultado. CatiahoAlc, terça feira 05 de janeiro de 2015

Eu sempre entre meus sonhos realizados e meus delírios incessantes...

Eu sempre entre meus sonhos realizados e meus delírios incessantes...