Minha Frase preferida desde o mes de julho de 2013


"A felicidade de um amigo deleita-nos. Enriquece-nos. Não nos tira nada. Caso a amizade sofra com isso, é porque (ela a amizade) não existe." Jean Cocteau

Seres Espelhados Espalhando Sonhos e Delírios como eu

Translate

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Segunda feira silvioafonso em: PORNOGRAFIA DE DRUMMOND.




Amor – pois que é palavra essencial comece esta canção e
toda a envolva. Amor guie o meu verso, e enquanto o guia,
reúna alma e desejo, membro e vulva.
Quem ousará dizer que ele é só alma? Quem não sente no
corpo a alma expandir-se até desabrochar em puro grito de
orgasmo, num instante de infinito?
O corpo noutro corpo entrelaçado, fundido, dissolvido, volta
à origem dos seres, que Platão viu completados:é um, perfeito
em dois; são dois em um.
Integração na cama ou já no cosmo? Onde termina o quarto e
chega aos astros? Que força em nossos flancos nos transporta
a essa extrema região, etérea, eterna?
Ao delicioso toque do clitóris,já tudo se transforma, num
relâmpago. Em pequenino ponto desse corpo,a fonte, o fogo, o
mel se concentraram.
Vai a penetração rompendo nuvens e devassando sóis tão
fulgurantes que nunca a vista humana os suportara,mas, varado
de luz, o coito segue.
E prossegue e se espraia de tal sorte que, além de nós, além da
própria vida,como ativa abstração que se faz carne,a idéia de
gozar está gozando.
E num sofrer de gozo entre palavras,menos que isto, sons,
arquejos, ais,um só espasmo em nós atinge o clímax:é quando
o amor morre de amor, divino.
Quantas vezes morremos um no outro, no úmido subterrâneo
da vagina,nessa morte mais suave do que o sono:a pausa dos
sentidos, satisfeita.
Então a paz se instaura. A paz dos deuses,estendidos na cama,
qual estátuas vestidas de suor, agradecendo o que a um deus
acrescenta o amor terrestre.

[Carlos Drummond de Andrade]




3 comentários:

  1. Silvio, bom dia, admiro muito a poesia de Carlos Drummond de Andrade, mas em jeito pornográfico é a primeira vez que leio. Valeu bem está doseada o quanto baste e a prosa poética é atraente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daniel, querido. Drummond
      não só foi aos lugares em que
      o conhecemos, como se deixou
      ficar por tempos entre o desejo
      e a vontade de pecar.
      Entre alguns bons versos inspirados
      nestas horas, eis o que mais me toca.
      " Mimosa boca errante
      Mimosa boca errante à superfície até
      achar o ponto em que te apraz colher
      o fruto em fogo que não será comido
      mas fruído até se lhe esgotar o sumo
      cálido e ele deixar-te, ou o deixares,
      flácido, mas rorejando a baba de
      delícias que fruto e boca se permitem,
      dádiva.
      Boca mimosa e sábia, impaciente
      de sugar e clausurar inteiro, em ti,
      o talo rígido mas varado de gozo ao
      confinar-se no limitado espaço que
      ofereces a seu volume e jato
      apaixonados como podes tornar-te,
      assim aberta, recurvo céu infindo e
      sepultura?
      Mimosa boca e santa, que devagar
      vais desfolhando a líquida espuma
      do prazer em rito mudo, lenta-lambente-
      lambilusamente ligada à forma ereta
      qual se fossem a boca o próprio fruto,
      e o fruto a boca, oh chega, chega,
      chega de beber-me, de matar-me, e,
      na morte, de viver-me.
      Já sei a eternidade: é puro orgasmo.
      Sem que eu pedisse, fizeste-me a
      graça.
      Sem que eu pedisse, fizeste-me a
      graça de magnificar meu membro.
      Sem que eu esperasse, ficaste de
      joelhos em posição devota. O que
      passou não é passado morto. Para
      sempre e um dia o pênis recolhe a
      piedade osculante de tua boca.
      Hoje não estás nem sei onde estarás,
      na total impossibilidade de gesto ou
      comunicação. Não te vejo não te
      escuto não te aperto mas tua boca
      está presente, adorando.
      Adorando.
      Nunca pensei ter entre as coxas um
      deus.


      Um abraço, Daniel.







      .

      Excluir

Que bom que veio, fique a vontade o quanto desejar.
Se apenas leem eu gosto. Mas se comentam eu adoro!
Volte sempre para o abraço entre sonhos e delírios
Catiaho Alc/Reflexo dAlma
http://reflexodalma.blogspot.com/
http://reflexosespelhandoespalhandoamigos.blogspot.com/
,

Venho aqui e Olho pro amanhã dessa forma: com ALEGRIA!

Venho aqui e Olho pro amanhã dessa forma: com ALEGRIA!
Já caminhei muito tempo sem me dar conta do quanto é importante o que eu sei, quero e posso. Passei muio tempo dando prioridade a todos ao meu redor. Daqui pra frente meu olhar obedece a uma nova perspectiva, pois minha palavra de ordem é ALEGRIA.Não quero e não vou viver mais um segundo sem esse ingrediente essencial.. Experimentem e depois de contem o resultado. CatiahoAlc, terça feira 05 de janeiro de 2015

Eu sempre entre meus sonhos realizados e meus delírios incessantes...

Eu sempre entre meus sonhos realizados e meus delírios incessantes...