Seres Espelhados Espalhando Sonhos e Delírios como eu

Translate

ABRINDO AS COMEMORAÇÕES DE ANIVERSÁRIO DO BLOG ESPELHANDO


quarta-feira, 25 de maio de 2022

Com Texto TERAPIA de silvioafonso - Com Canção - Com Versos

 

Era bonito e muito bem instalado o consultório da psicanalista Vilma 
de quem me tornei paciente. 
Ela era bonita, seios comportados, pernas bonitas e bem acabadas como 
se eu pudesse envolver-me com ela ou ela comigo. 
Enfim, um banquete para gostos finos e talvez por isso 
o meu amigo a tivesse indicado e logo para mim
 que não via mulher há muito tempo por conta da bagunça que a 
minha vida era naquele momento. 
Após contar a minha história ela, muito à vontade, 
foi logo dizendo:
 — Os fantasmas, dos quais você fala, não existem... 
São coisas da imaginação, da sua cabeça, como se costuma dizer, mas não 
se assuste que logo isso passa. 
— Mas, e as correntes, doutora? Quem as, arrasta quando 
a luz apaga e eu deito-me para dormir? 
Eu falava e ela anotava numa prancheta e quando não 
anotava ficava me olhando com aqueles olhos verde hortelã por detrás de 
um par de óculos que eram ajustados a cada vez que 
fosse dizer qualquer coisa. 
Aliás, ela pouco ou nada falava além de ouvir. 
Por isso talvez eu começasse a falar sozinho. 
Falava no carro, no escritório e até no meio da rua
 já me pequei falando sem precisar pagar o 
que pago para a doutora ficar me olhando sem dizer nada. 
Mas, será que ela escuta mesmo ou é coisa da minha 
imaginação, como costuma dizer?
 — O seu problema, disse puxando os óculos para cima 
do nariz, é não ter com quem se abrir, contar os seus problemas,
 falar das angústias e até de amor, você precisava falar. 
Procure uma pessoa com quem possa falar de maneira franca e 
aberta, alguém que entenda a sua falta de tempo para si 
e para com os outros, que escute o que você tem para dizer
 e até abraçá-lo quando você mais precisar ela o abrace.
— Mas quem estaria disposta a fazer isso por mim, doutora? 
A quem eu poderia confiar a minha vida, como faço com a senhora? 
— Olhe bem para mim — disse curvando-se na minha 
direção e com certeza tocou a palma da mão no meu joelho 
sem maldade nenhuma — Procure isolar-se um pouco. 
Nada de escritório, de reunião dentro ou fora do horário 
de trabalho e depois me fala. 
Sumindo por duas ou três semanas nem os fantasmas que 
você pensa escutar poderão encontrá-lo. 
Não aconselho hotel nenhum que eu conheço, 
mas uma casa longe de tudo e de todos lhe fará muito bem 
e se tiver dificuldade de encontrar um lugar como esse 
me fale que eu empresto uma onde vou descansar quando 
estou muito estressada. 
Não precisa pagar nada além das consultas. 
A casa que me ofereceu era um bangalô lindo cercado de 
verde por todos os lados, com barulhinho de água correndo e
 tudo, fora os passarinhos me acordando pela manhã e 
no pôr do sol se despedindo. Uma delícia de lugar. 
Na terceira noite, já de madrugada, acordei com um barulho 
na porta da frente, mas como a doutora garantiu que fantasma
 não existe, virei para o canto tentando voltar a dormir, 
mas quem disse que eu conseguia se havia alguém 
ali dentro e mesmo na ponta dos pés a taboa corrida 
do piso a denunciava. 
Cobri a cabeça, mas deu para ouvir a porta do box 
abrindo e fechando, 
chuveiro sendo ligado e um forte cheiro de rosas
 tomou o lugar. 
Registro de chuveiro fechado. 
Luz do box apagada, pés descalços pisando de leve
 a madeira até o quarto. O perfume de rosa já não era tão claro, 
estava mais para o de fruta madura, ou de mulher bonita, 
como diz o poeta, mas assim mesmo arrepiei-me com ele 
esgueirando como cobra por debaixo da minha coberta. 
Do nada surgiu u'a mão no meu ombro
 e alguma coisa tipo seios forçando as minhas costas. 
Um beijo atrás da orelha, o hálito quente, gostoso e só. 
Nem uma palavra se ouviu no recinto. 
Eu, que pensei estar fugindo dos pesadelos nem dormir direito 
eu conseguia. 
Desde a chegada que não durmo sozinho. 
Nos beijamos em algum momento? 
Sim, em todos, nós nos beijamos. 
Transamos? Sim, muitas vezes durante todas as
 noites e durante todas as madrugadas, 
mas falar que é bom não falamos. 
Hoje, exatamente hoje, faz dois anos que 
eu vim para cá, para fugir dos fantasmas que não
 me deixavam dormir. 
Eu continuo sem dormir, mas correntes também 
não escuto e para ser sincero, eu acho que me curei só 
não digo para ela. 
Nem tão cedo tocarei no assunto se do jeito que está,
 está bom, aliás muito bom, mesmo. 
Não dá para me abrir para ela como a "doutora" 
falou, até porque, quando "ela" chega é quando eu acordo 
e quando ela volta  é quando me deito para dormir. 
                   silvioafonso

Com Canção
Marcos Valle
Samba de Verão




Indo sempre ao encontro

Seja dos pensamentos 
 Seja do pequeno momento 
 Seja do sonho Seja da ilusão  
Vejo assim sempre indo 
 Sempre sentindo e permitindo 
 E que a vida seja longa  
Que alegria infinita 
 E que a taça transborde  
Que reencontro aconteça  
Que antes do olhos se encontrarem 
 A toalha cai e tudo se faça emoção 
 Que mundo gire como um carrossel
 E que os delírios transcedam a razão  
Que a agua junte os corpos 
 E assim não haja  mais nada entre os seres.  
CatiahoAlc./Reflexo d'Alma 
entre delírios e delírios


14 comentários:

  1. Eu que queria conhecer essa doutora..... quem sabe ela me arruma um bangalô assim???
    OU.. quem sabe é ela quem visita o amigo??
    A música "Samba de Verão" é um show!! Particularmente, foi a música que solei quando fiz o teste para a Ordem dos Músicos do Brasil!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é amigo
      vai que o bangalô está
      no Airbnb?
      Brigadin por ler aqui.
      Bjins
      CatiahoAlc.

      Excluir
  2. O nosso mestre Silvioafonso sempre com o texto afiado, mexendo com a nossa imaginação. Gosto muito do Marcos Valle, desde que ele começou. Fiquei assustado, esses dias, em saber a idade dele.. Post muito bem escolhido .Que a canção do dia, seja a mesma de todo o ano. Beijos e boa semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Touché,
      Que bom que você gostou
      e muito obrigada por
      sempre ler a gente.
      Bjins

      Excluir
  3. Respostas
    1. Palhaço Poeta,
      Seu texto é interessante e lúdico. Me lembrou do meu irmão Rogério que como bom manipulador era comum se envolver com as profissionais que o tratavam. Logo era uma mão na perna ou uma palavra solta. Nem lembro de por quantas ele passou ao longo de sua vida curta. Seu texto me fez pensar: elas as seduzia ou seria o contrário? Pq não? Como saber, não é mesmo?
      Adorei o texto.
      Bjins
      CatiahoAlc...

      Excluir
  4. Muito belo!
    As palavras do poema são deliciosamente inspiradoras!
    Gostei muito!

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  5. Muy bello y profundo te mando un beso

    ResponderExcluir
  6. O conto com a marca do Sílvio Afonso. O poema muito belo. Gostei de passar aqui.
    Uma boa semana com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  7. Mais um excelente post.
    O conto do Sílvio é magnífico.
    Também gostei do Marcos Vale, que não conhecia.
    E o seu poema é excelente.
    Boa semana, amiga Catiaho.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  8. Olá, Cátia, postei um comentário ontem, deve estar no Spam(na página dos comentários, tem de dizer que não é Spam e publicar, dá uma olhada!
    beijinho

    ResponderExcluir

Que bom que veio, fique a vontade e o quanto desejar.
Se apenas ler; eu gosto. Se comenta: eu adoro!
Volte sempre para os
Bjins e Abraço entre sonhos e delírios
CatiahoAlc./Reflexod'Alma
https://frasesemreflexos.blogspot.com
https://aprendendocomelessempre.blogspot.com/

ACONTECEU E FOI MARAVILHOSO!

ACONTECEU E FOI MARAVILHOSO!

Postagens mais visitadas

Venho aqui e Olho pro amanhã dessa forma: com ALEGRIA e com ESPERANÇA

Venho aqui e Olho pro amanhã dessa forma: com ALEGRIA e com ESPERANÇA
Já caminhei muito tempo sem me dar conta do quanto é importante o que eu sei, quero e posso. Passei muio tempo dando prioridade a todos ao meu redor. Daqui pra frente meu olhar obedece a uma nova perspectiva, pois minha palavra de ordem é ALEGRIA.Não quero e não vou viver mais um segundo sem esse ingrediente essencial.. Experimentem e depois de contem o resultado. CatiahoAlc, terça feira 05 de janeiro de 2015

.

.

Postagens populares

.

Ei!

O que estou escrevendo aqui NÃO É PESSOAL E NÃO SE

REFERE A NINGUÉM DA VIDA VIRTUAL E SIM DOS MEUS VIZINHOS

DE BAIRRO, OK?

Escrevo aqui para me expressar somente. Penso que estamos vivendo mais um dia e que devemos ser gratos a Deus e aproveitarmos todo aprendizado que esse dia nos trouxer. Devemos: usar máscara, mesmo os já vacinados , usar álcool gel, lavar as mãos ao chegarmos da rua, deixarmos os sapatos do lado de fora até serem limpos, evitarmos contato físico com pessoas que não vivem no mesmo recinto, evitar viajar (sem ser necessário) viajar a lazer nem pensar, não é hora de lazer, ainda que secos para tal estejamos. Eu ando com muita saudade dos meus amigosafilhados, das minhas irmãs e meu cunhado e de ver minha casa no RJ que está fechada desde janeiro de 2020, quando lá estive. Uma coisa tem me chamado muito a atenção: Parece que já terem sido contaminados e terem sobrevivido e a possibilidade da vacina, já deu a algumas muitas pessoas a ideia de estarem totalmente livres de contaminação, bem como os que já tomaram a vacina e passaram a ficar descuidados. Isso me preocupa muito. Estou reclusa em casa com meu marido e filho caçula há mais de 1 ano, vejo muito pouco meu filho mais velho, esposa e filhas que moram na cidade vizinha. Detesto não me sentir livre para ir e vir e mesmo para caminhar na orla que fica ha 3 ruas da minha casa. Vamos resistir mais um pouco, vamos preservar nossa saúde física e mental o mais que pudermos. Por hoje é o que eu penso; caso entendam que eu esteja errada: me perdoem. Bjins de bons dias a todos. CatiahoAlc.

GALERIA DA MINHA SAUDADE DE SERES QUE DEIXAM SEUS BLOGS COMO LEGADO

HÁ SERES QUE FAZEM FALTA NO NOSSO DIA A DIA, MESMO NA VIDA VIRTUAL. ELAS DEIXAM DE PUBLICAR POR VÁRIAS RAZÕES ALGUMAS VEZES POR VONTADE PRÓPRIA E OUTRAS NÃO. ENTÃO NESSE TÓPICOE EU QUERO REGISTRAR A FALTA QUE FAZEM AO DIA A DIA DESSA MULHER POETA. ESSE É MEU JEITO DE REGISTRAR O QUE SINTO. CatiahoAlc 29 DE ABRIL DE 2021


.

.

IMAGEM DO NOSSO LUGAR

IMAGEM DO NOSSO LUGAR

GALERIA DA MINHA SAUDADE

MINHA HOMENAGEM A SERES QUE FAZEM FALTA NO MEU/NOSSO DIA A DIA, MESMO NA VIDA VIRTUAL, NÃO É UMA HOMENAGEM SOMENTE IN MEMORIAM, MAS HÁ SERES QUE POR MOTIVOS AVERSOS DEIXARAM DE PUBLICAR; ALGUMAS VEZES POR VONTADE PRÓPRIA E OUTRAS NÃO. UMAS SABEMOS O RAZÃO E OUTRAS NÃO. REFORÇANDO: NESSE TÓPICO EU QUERO REGISTRAR A FALTA QUE FAZEM AO DIA A DIA DESSA MULHER POETA. ESSE É MEU JEITO DE REGISTRAR O QUE SINTO. CatiahoAlc 29 DE ABRIL DE 2021


Imagens do Lugar que Amo

Imagens do Lugar que Amo

IMAGENS DO MEU LUGAR

IMAGENS DO MEU LUGAR

.

.

IMAGEM DO NOSSO LUGAR

IMAGEM DO NOSSO LUGAR

.

.

.

.